Como anda a usabilidade do seu sistema de gestão hospitalar

2019-09-18T17:37:48-03:00 19/09/2019|

Contar com a tecnologia é algo vital para hospitais e santas casas. Por meio dos sistemas de gestão hospitalar que integre as áreas da instituição e compartilhe os dados de maneira segura e eficaz, é possível executar uma gestão mais eficiente. Além de controlar investimentos e custos, otimizar processos, agilizar atendimentos, contribuir para a segurança da informação e do próprio paciente.

 

Mas para que o sistema de gestão hospitalar possa proporcionar todos esses benefícios, o usuário precisa ter uma experiência positiva ao usar a ferramenta. Em outras palavras, os profissionais da saúde que realizam parte de suas atividades diárias no sistema precisam interagir com as soluções de maneira rápida e intuitiva. Caso contrário, vão perder um tempo precioso.

 

É aqui que ganha destaque a experiência do usuário (User Experience – UX), essencial para o desenvolvimento de plataformas tecnológicas.

O que é experiência do usuário?

A experiência do usuário está relacionada à forma com que alguém se sente ao navegar em um site, blog, aplicativo ou qualquer canal online. E não estamos falando apenas da pessoa gostar ou não da experiência. Mas sim do quanto ela consegue completar suas atividades ou tarefas profissionais com facilidade, eficiência e satisfação.

 

Ela é responsável por projetar experiências de uso que encantem e fidelizem clientes. Para isso, equipes de designers de UX estudam o comportamento humano e o serviço oferecido para encontrar meios de melhorar a satisfação e a lealdade dos clientes. Isso é feito focando na sua utilidade, facilidade de uso e satisfação ao utilizá-lo.

Especialistas afirmam que uma boa experiência estaria conectada a cinco pilares principais:

  1. Layout

Está relacionado com a aparência estética do sistema. Quando a interface é atrativa, o usuário tem mais convicção de que a navegação será melhor.

  1. Usabilidade

De nada adianta um layout bonito se não for funcional. Então precisa ter usabilidade, ou seja, proporcionar facilidade e eficiência.

  1. Arquitetura de informação

A maneira como as informações são organizadas em uma tela ou página é determinante. Aqui, a priorização sobre o que é mais importante ou útil precisa estar bem posicionado, ter fácil acesso para que a tarefa seja executada com excelência.

  1. Fluxos de interação

Imagine um mapa que te guia dentro do sistema para que você possa ir seguindo a rota de maneira segura e sem desvios para atingir seu objetivo na navegação. É isso que faz um fluxo de interação.

  1. Conteúdo

Para ter efetividade, o conteúdo deve passar instruções básicas do que é encontrado ali, além de informações úteis para que a experiência do usuário seja ainda melhor.

Usabilidade no sistema da Wareline

Promover uma experiência diferenciada aos nossos usuários é uma preocupação do nosso time. Antes de qualquer módulo do sistema ser lançado ou adaptado, nossos desenvolvedores entram em ação.

 

As telas que compõem o sistema são estruturadas para proporcionar agilidade e um atendimento de qualidade. Isso significa que as soluções desenvolvidas focam em facilitar a vida de quem utiliza o software de gestão hospitalar. E, é claro, buscam estimular a equipe operacional a utilizar todas as funcionalidades disponíveis dentro da solução.

 

O que torna isso possível? Acompanhamos os usuários do sistema nas instituições de saúde por meio de mapas de utilização do sistema, verificando quais módulos e funcionalidades que estão sendo (ou não) utilizadas pelas equipes. Isso permite que gestores hospitalares possam orientar seus times e também capacitá-los para que tenham mais entendimento sobre os módulos do sistema, o que gera melhor performance para os hospitais.

 

Além disso, contamos com uma equipe dedicada a acompanhar o desempenho de nossas soluções junto aos clientes: o setor de Sucesso do Cliente. Para isso, a área atua de maneira bem próxima e pró-ativa. O cliente é questionado e estimulado a tirar o máximo de proveito dos módulos que tem contratados. Com esse acompanhamento de perto, a área consegue ter respaldo para sugerir melhorias e apontamentos estratégicos focando na usabilidade do sistema, a fim de promover sua melhor experiência junto do software.

Tutoriais e Projetos de Usabilidade na Saúde

José Roberto, um dos responsáveis pela usabilidade do nosso sistema, explica que entre os projetos desenvolvidos para gerar melhorias à usabilidade do sistema está o uso de tutoriais guiados nas ferramentas Web, que estão justamente sendo criados por José Roberto e sua equipe.

 

A intenção do time é melhorar a experiência do usuário já no primeiro contato com o sistema. “E também na execução das rotinas, demonstrando o valor do seu uso e mostrando formas de operacionalizá-la de maneira clara e objetiva”, explica. Os temas dos tutoriais foram levantados a partir das principais dúvidas e dificuldades relatadas pelos clientes. Isso garante que os ajustes vão em direção às demandas para uma melhor experiência.

 

O time também atua em um projeto voltado para mapear os tipos de “personas” que utilizam o ERP, a fim de criar tutoriais específicos com as rotinas de cada um desses perfis. “Nossos usuários têm características semelhantes e demandas que muitas vezes são coincidentes, o que permite que eles sejam agrupados e, assim, facilita para a criação de materiais que atendem as expectativas de maneira mais assertiva”, garante José Roberto, que além de compor a Equipe de Suporte, um time multidisciplinar responsável pelo desenvolvimento dos tutoriais, , como mediador e interlocutor entre as solicitações do cliente e a equipe de desenvolvimento, buscando sempre a melhor solução às demandas apontadas pelo cliente, também faz parte do time de Sucesso do Cliente, que atua dedicado a acompanhar o desempenho das soluções junto aos clientes.

 

Conte com um sistema que foca na experiência do seu time e na performance do seu hospital. Conheça o Conecte/w.