Reduzindo custos hospitalares contando com o PEP

2020-08-20T10:09:57-03:00 20/08/2020|

Um dos principais desafios para os gestores das instituições de saúde é gerenciar todos os custos do hospital sem deixar em segundo plano a produtividade, o bem-estar dos pacientes, a harmonia no ambiente de trabalho e o alcance de resultados.

 

Os altos custos com equipamentos e as exigências nos cuidados à saúde impõem aos hospitais a informatização como instrumento preponderante para os processos operacionais. E ainda há que se levar em conta a necessidade de reduzir custos para que se mantenha a saúde financeira da instituição.

 

Reduzindo custos hospitalares com o PEP

Há anos o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) tem sido um importante aliado nessa batalha entre produtividade & gestão de investimentos e gastos, em especial por ser uma ferramenta dotada de recursos para otimizar as atividades das equipes e auxiliar na prestação de um atendimento de qualidade.

 

Uma das suas atribuições mais relevantes para hospitais está relacionada à redução de custos. Hospitais que implementaram o PEP têm vislumbrado cenários de ampliação do faturamento, queda no tempo do acolhimento do paciente na instituição de saúde e também no tempo atendimento – que, consequentemente, incidem na saúde financeira do hospital. Além disso, o PEP possibilita o enxugamento de material, a reutilização de salas que antes eram usadas para armazenar documentos e evita o desperdício.

 

Ainda assim, nem sempre fica clara essa relação entre PEP e diminuição de gastos. Se você quer saber um pouco mais sobre como potencializar os efeitos do PEP nos resultados do seu hospital, acompanhe o post de hoje.

 

No campo da assistência, com o prontuário eletrônico é possível:

 

Mapear o histórico do paciente

O PEP armazena todo o histórico do paciente, com informações sobre diagnóstico, medicamentos usados, eventuais alergias, cirurgias realizadas, etc., dando ao médico uma visão sistêmica do atendimento, além de um atendimento mais rápido e assertivo.

 

Mitigar erros

O PEP traz alertas voltados à administração correta dos medicamentos e calcula automaticamente o efeito de interações medicamentosas, diminuindo a probabilidade de erros.

 

Otimizar o trabalho

O encaminhamento automático de pedidos de materiais e medicamentos para o estoque e a farmácia e o agendamento automático de exames em laboratório ou nas unidades de diagnóstico por imagem incidem em otimização de tempo e trabalho por parte dos profissionais envolvidos no processo.

 

Tomar decisões

Por agregar os protocolos clínicos, o prontuário auxilia na tomada de decisões por parte do corpo clínico, o que acarreta em rapidez no atendimento e redução de erros de avaliação.

 

 

O PEP vai além para a redução de custos

 

Esses benefícios citados esbarram tanto no campo da assistência quanto no da gestão de recursos. Isso porque a má prestação de serviços pode resultar em dificuldades financeiras para a instituição de saúde. A tecnologia da informação é essencial para a sobrevivência dos hospitais não só por apresentar soluções que otimizam a rotina das equipes de trabalho, mas por buscar a fidelização de clientes.

 

O PEP ainda agrega em tantas outras funcionalidades que fogem aos olhos dos pacientes e podem até passar despercebidas pelo corpo clínico e demais profissionais, mas que fazem toda a diferença para os gestores das instituições de saúde quando se pensa em redução de custos.

 

O Prontuário Eletrônico do Paciente ajuda no fechamento das contas médicas ao agilizar o ciclo financeiro, mitigar a perda de prontuários e garantir mais segurança aos gestores. Além disso, tem como premissa:

 

Diminuir o consumo de papel

Como todos os registros médicos passam a ser digitais, é possível a redução de até 90% do consumo de papel.

 

Reduzir glosas

Com o sistema, as informações sobre os procedimentos cobertos – ou não – por um determinado plano de saúde são vistas de forma automática e em tempo real.

 

Evitar desperdícios

O PEP evita que medicamentos sejam prescritos de forma redundante e ainda diminui uso de materiais de escritório.

 

 

O módulo PEP da Wareline

 

A Wareline está ciente da importância do Prontuário Eletrônico do Paciente. Por isso, reuniu em um mesmo módulo informações que agregam tanto à gestão financeira hospitalar quanto à assistência médica.

 

A solução mantém todo o histórico do paciente, desde diagnóstico do corpo até eventuais cirurgias – passando, é claro, pelos medicamentos administrados e quantidade de exames agendados e realizados.

 

O módulo ainda possibilita o cadastramento das operadoras de convênio, sendo que os procedimentos com autorização prévia vão diretamente para a conta. Também permite diminuir a burocracia para os que dependem de validação.

 

Se você busca evitar glosas, manter a qualidade da assistência, a fidelização dos seus pacientes e ainda reduzir custos e garantir a saúde financeira da sua instituição de saúde, fale com a gente. Venha conhecer o módulo PEP da Wareline!