Santas Casas: santa ajuda para o SUS

2019-08-15T13:55:15-03:00 15/08/2019|

Em 15 de agosto é celebrado o Dia Nacional das Santas Casas. E no post de hoje trazemos números e informações que comprovam que sem elas a população brasileira estaria nitidamente com a sua saúde comprometida, em especial o Sistema Único de Saúde, que delas depende para atender pacientes de maneira mais digna.

 

A relevância das Santas Casas na saúde brasileira é refletida em dados impressionantes. Mais de 51% de todos os atendimentos do SUS no Brasil são feitos em hospitais sem fins lucrativos. Além disso, mais de 60% de todos os exames de alta complexidade realizados gratuitamente no país são feitos em Santas Casas. Ou seja, fica difícil imaginar como seria a situação do sistema de saúde nacional sem essa demanda que o setor de Santas Casas ajuda a cobrir.

 

 

No total, atualmente existem 2172 hospitais sem fins lucrativos por todo o país. Dentre eles, 1704 unidades atendem o Sistema Único de Saúde (SUS), o que acaba sendo um verdadeiro alívio para a demanda do sistema de saúde pública brasileiro.

Elas são responsáveis diretas pelo emprego de mais de um milhão de funcionários. Para se ter uma ideia: só no ano de 2018 foram feitos mais de 300 milhões de atendimentos ambulatoriais no país, entre exames, hemodiálises, consultas com especialistas e etc.

 

Santa Casa de Ituverava: gestão para enfrentar desafios

 

Claudia Frata e Bruno Baldo são, respectivamente, administradora e responsável pelo financeiro da ​Santa Casa de Ituverava​. Eles acumulam a experiência de anos na área da saúde e contam que, quando começaram a atuar na gestão da instituição, enfrentaram um cenário de diversas dificuldades financeiras. Então, eliminar esse déficit foi o maior desafio desde o início por lá.

 

Além dessa questão financeira, eles apontam outros dois problemas que são velhos conhecidos das Santas Casas de todo o país:

  • Dificuldade de estabelecer um equilíbrio financeiro;
  • Desafios para qualificação de RH e quadro de funcionários administrativos;
  • Falta de inovação tecnológica, principalmente por conta dos altos custos.

 

“Gerir Santas Casas não é uma tarefa simples. E quando a questão é a gestão, a parceria com a Wareline ganha destaque, porque é impossível fazer gestão sem informação. E essa informação precisa estar organizada em um sistema que seja completo e atenda às necessidades e particularidades das Santa Casas. E isso, claro, de forma que todas as decisões possam ser tomadas da maneira mais clara e simples pelos gestores”, explica Claudia.

 

Bruno e Claudia sentem que, por mais que haja todo esse leque de dificuldades, há muito o que celebrar neste dia das Santas Casas. Isso porque, independente de questões tão latentes como a falta de recurso, questões de repasse ou do governo vigente, elas sempre se puseram de portas abertas à população.

 

 

Sistema de gestão hospitalar: um importante aliado

O sistema de gestão da Wareline é justamente a ferramenta que auxilia na condução de processos e protocolos diários de atendimento. Sobre os módulos do sistema que são destaque hoje na Santa Casa de Ituverava, Bruno e Claudia apontam:

  • P.E.P. – Por se tratar de um módulo que deixa toda a trajetória do cliente registrado para fins de pesquisa. Além de otimizar os processos de trabalho para todos os envolvidos direto com o módulo desde a enfermagem até o SAME;
  • Módulo de Atendimento – intuitivo, de fácil manuseio, além de possuir campos de preenchimento obrigatório preconizados pelos planos de saúde, possui outras ferramentas importantes para os processos de trabalho do dia a dia, tais como relatórios, mapa de leitos, censo, dentre outros;
  • SADT – Integrado com o módulo de atendimento e outros, é bastante importante, tanto na parte de atendimento ao cliente como na gestão de produção. Completo em seus quesitos e relatórios, é extremamente importante para os processos administrativos;
  • Estoque – Como os demais módulos, trata-se de uma ferramenta ampla e de busca de lançamentos de materiais e medicamentos, fazendo tabulações entre outras funções de supra importância aos nossos serviços

Um dos diferenciais da solução da Wareline é justamente a integração entre todos os módulos, o que permite uma atuação conjunta para facilitar o atendimento, além de promover ainda mais segurança dos dados e do próprio paciente, que tem suas informações acessíveis por todo o corpo clínico de maneira mais ágil e assertiva.

 

A relação com a Wareline, segundo Claudia, é bastante estreita e de confiança – o que se confirma pelos anos de parceria, já que desde 1999 a instituição utiliza o seu software de gestão hospitalar.

A própria Santa Casa garante que implantar este sistema foi fundamental para que eles pudessem atingir um patamar diferenciado. Prova disso foi a conquista da certificação “ouro” pelo projeto CPFL – Cealag, fruto da utilização dos Indicadores Assistenciais (Módulo indicadores) para controlar possíveis eventos adversos na Instituição.

 

Wareline e as Santas Casas: relação que está no DNA da empresa

 

A Wareline, especialista em oferecer um sistema com um workflow todo pensado na rotina e características desse segmento, já é longa conhecida das Santas Casas. Aliás, esta relação é bem estreita: mais de 45% do total dos clientes que a empresa atende hoje são formados por essas instituições sem fins lucrativos.

 

Por isso, a Wareline entende perfeitamente qual é a real situação pela qual passam essas instituições, suas particularidades e principais desafios que enfrentam para garantir sua saúde econômica e financeira. Com esse conhecimento aprofundado, a empresa desenvolve soluções de gestão que atendem de maneira muito efetiva os anseios dos gestores de Santas Casas.

 

Na hora de contar com um suporte necessário por meio de soluções de informática, leve em consideração ​toda a experiência que a Wareline já tem. ​ Nosso sistema está pronto para aderir à sua realidade e oferecer soluções práticas para o dia a dia da sua Santa Casa. Conheça um pouco mais sobre nossas soluções.