Santa Casa de São José do Rio Preto obtém selo de qualidade

2019-10-29T17:42:06-03:00 31/10/2019|

A Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Preto é a primeira instituição de saúde do município e a 12ª do Brasil a receber o selo de Compromisso com a Qualidade Hospitalar (CQH). Mantida pela Associação Paulista de Medicina (APM), a certificação é um reconhecimento da excelência em qualidade de gestão.

 

Programa de adesão voluntária, o CQH tem como principal objetivo contribuir para a melhoria contínua da qualidade hospitalar. Estimula a participação e a autoavaliação e contém um componente educacional muito importante, que é o incentivo à mudança de atitudes e de comportamentos.

 

Para o administrador da Santa Casa de São José de Rio Preto, Valdir Roberto Furlan, a busca por melhorias e pela excelência dos serviços prestados foram as motivações para que a instituição participasse do programa. O selo de qualidade também é fundamental perante a competitividade do cenário atual.

 

Foram necessárias adequações para conquista da certificação e para isso a gestão da instituição de saúde não mediu esforços. Em 2016, inaugurou duas unidades que foram totalmente readequadas para melhor atender aos pacientes e para que os colaboradores trabalhassem com conforto e segurança, priorizando uma melhor assistência.

 

“Neste ano, já inauguramos mais 27 novos leitos destinados à população. Mas as maiores mudanças foram em processos. O Escritório de Qualidade tem um plano de trabalho que inclui visitas setoriais para acompanhamento de todos os processos, além de trabalhar e estimular o trabalho com indicadores setoriais e estratégicos”, diz Valdir, que está há 31 anos na Santa Casa de São José do Rio Preto.

 

O processo rumo à certificação contou, portanto, com a força de trabalho dos líderes e encarregados pelos setores. Colaboradores mudaram, em pouco tempo, a forma de pensar e fazer para chegar ao nível de excelência exigido. E as soluções tecnológicas vieram para agregar e facilitar a rotina dos profissionais.

 

 

 

Tecnologia: ferramenta necessária

 

Para Valdir, a tecnologia na área da saúde é uma ferramenta de crucial importância para a gestão hospitalar, pois faz o registro, o controle, a organização e ainda auxilia ao fornecer indicadores. “Na saúde, a tecnologia tem que estar alinhada à segurança. E o cenário tecnológico atual para a saúde traz inúmeras oportunidades a esse respeito. Os grandes hospitais estão cada vez mais tecnológicos”.

 

Um deles é a própria Santa Casa de São José do Rio Preto, que há tempos investe em soluções tecnológicas para facilitar a rotina dos colaboradores, trazer conforto e segurança aos pacientes com tratamento humanizado e ainda dar suporte à gestão.

 

A aplicação de uma data warehouse – depósito de dados digitais que serve para armazenar informações detalhadas da instituição – foi a primeira providência tomada pelos gestores da Santa Casa. “Foi um trabalho muito interessante que comprova que toda e qualquer informação é de extrema importância para todas as partes, seja ela tanto operacional quanto tecnológica”, diz Valdir.

 

Na sequência, veio a implantação do Business Intelligence, desenvolvido pelo setor;de TI da Santa Casa que coleta informações do sistema da Wareline. Esse foi um dos fatores que possibilitou a certificação do selo de Compromisso com;a Qualidade Hospitalar. “Com a ferramenta, todo o trabalho que elaboramos será absorvido e aprimorado, gerando ainda;mais controle e segurança em nossas tomadas de decisões. Hoje, atendemos todos os requisitos solicitados pelo CQH, que nos brindou com o selo. Além disso, recentemente adquirimos o módulo de BI da Wareline, e vamos migrar;todos os indicadores que já utilizamos para nova plataforma, alinhando e centralizando todos os dados”, afirma o administrador do hospital.

 

Os resultados alcançados com o uso do software proporcionaram uma melhor gestão, com sincronia no funcionamento de todos os módulos da ferramenta e os processos da entidade. Tudo isso possibilita que trabalhem com informações confiáveis e em tempo real.

 

 

 

Pacientes são beneficiados

É claro que a implementação de soluções tecnológicas trouxe – e ainda traz – resultados;expressivos em todas as atividades, sejam elas de custo, de RH ou de tecnologia. Entre esses resultados estão redução de desperdício, melhoria;nos processos, tornando-os mais seguros, identificação das não conformidades existentes, diminuição do retrabalho e maior planejamento.

 

Mas, como a satisfação dos pacientes atendidos é um dos indicadores prioritários, inclusive;para manutenção do selo, as mudanças na Santa Casa de Misericórdia de São José;do Rio Preto refletem também nos pacientes, que ganham com uma assistência cada vez mais segura, humanizada e eficaz.