Você sabe quais são os principais indicadores de gestão hospitalar?

Indicadores, para que eles servem? Essa pergunta parece simples, mas se pararmos para pensar realmente quais suas funcionalidades e benefícios, vemos que muitas vezes eles podem passar despercebidos em nosso dia a dia atribulado de trabalho, sem que notemos sua real importância no monitoramento e avaliação de dados para alcançar metas, identificar avanços, proporcionar melhorias e antecipar erros.

 

Na área da saúde, vamos mostrar quais são os principais indicadores que podem ser obtidos dentro do sistema de gestão hospitalar, considerando todas as áreas do hospital, e que são imprescindíveis para que sua gestão seja mais precisa e segura. Segundo o Analista de BI da Wareline, Willian Batista, o desenvolvimento desses indicadores no nosso software é baseado nos relatórios gerenciais mais utilizados pelos administradores e gestores hospitalares.

 

Confira a seguir alguns dos principais indicadores e como eles podem ajudar ter uma melhor gestão da sua instituição:

 

1) Indicadores de internação e ambulatório – nesse item é possível mensurar a quantidade de pacientes internados, os motivos de sua internação, tempo médio de permanência versus o motivo da internação e previsão de alta.

 

2) Taxa de ocupação – esse indicador demonstra como os leitos dos hospitais estão sendo utilizados, identificando o perfil de utilização, intervalo de substituição, média de permanência e se ele está bloqueado.

 

3) Tempo de atendimento e triagem – esse indicador mede o tempo de atendimento o atendimento de um paciente, desde a sua chegada à instituição, passagem pela triagem até o final dele. Com essas informações em mãos é possível buscar alternativas para otimizar processos e diminuir o tempo das consultas.

 

4) Faturamento x recebimento – nesse item o que é avaliado é a gestão administrativa do hospital, ou seja, se o faturamento e o recebimento estão equilibrados, sem perdas significativas que afetem a saúde financeira da instituição.

 

5) Indicadores de glosas e recursos – as glosas são muito prejudiciais, pois implicam no não pagamento de um determinado procedimento, material ou medicamento pelos convênios. Esse item permite a visualização da quantidade de glosas, suas causas e ajuda a identificar fragilidades nos processos inerentes ao faturamento de contas, melhorando a gestão, aumentando a segurança, diminuindo custos, garantindo a entrada de recursos e mais qualidade no atendimento.

 

6) Custos x receita – a saúde financeira depende desse indicador, que compara o quanto de receita o hospital está tendo e se ela está se sobrepondo aos gastos da instituição.

 

Conseguiu identificar se o seu sistema de gestão tem todas essas funcionalidades? Se a resposta foi não, a Wareline pode te ajudar com um sistema completo e integrado. Não deixe essa oportunidade passar!

 

¹ Fonte: Portal do Governo, ANTAQ (Agência Nacional de Transportes Aquaviários).

2017-10-06T11:08:50-03:00