TIC Saúde: estabelecimentos de saúde na internet [Infográfico]

2015-10-16T00:00:00-03:00 16/10/2015|
O brasileiro está cada vez mais conectado: segundo a BBC, somos o quinto colocado mundial quando o assunto é uso de smartphone, com 89, 5 milhões de aparelhos em uso, ficando atrás de China, Estados Unidos, índia e Indonésia.
Com a web à mão o tempo todo, acabamos “dando um google” tantas vezes ao longo do dia que nem nos damos conta. E nossos pacientes também! E quando procuram por um determinado estabelecimento de saúde na internet, o que está disponível?
Segundo o TIC Saúde 2014 , 42% dos estabelecimentos privados de saúde possuem um website. No setor público o número é extremamente baixo: apenas 9% dos estabelecimentos informaram possuir um website.
Quando você entra em um site, o que procura? Normalmente, informação e conveniência. No infográfico abaixo você pode conferir quais serviços costumam ser oferecidos aos pacientes via internet. Ainda precisamos avançar muito no setor público e no privado oferecendo mais nos sites para os pacientes/clientes.
Além do website, 30% das instituições privadas afirmaram possuir perfis ou contas em redes sociais, sendo dominante o Facebook.  As redes sociais são um canal muito interessante para posicionar sua marca, criar vínculo com o público e divulgar os serviços, mas não proporcionam a conveniência citada acima (agendamento de consultas ou verificar resultados de exames, por exemplo).
 Fonte: Saúde Business