SP quer incluir atividade física nas prescrições médicas

Atividade física também é remédio, deve sempre que possível ser prescrita ao paciente pelos médicos e pode ajudar significativamente no tratamento e recuperação de doenças. Este é o principal objetivo do programa “Exercise is Medicine”, da American College of Sports Medicine, que a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo traz para o Estado a partir desta quinta-feira (04 de outubro).
Em parceria com o Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (Celafiscs), a iniciativa tem como objetivo incluir a atividade física na rotina das condutas terapêuticas adotadas pelos médicos junto a seus pacientes.
Iniciativa inédita no Brasil, o programa “Exercise is Medicine” visa capacitar profissionais da área da saúde para a inclusão da atividade física dentro da condução de tratamentos terapêuticos.
“O objetivo deste programa é incentivar o profissional da saúde a orientar também o paciente a adotar um estilo de vida ativo, por meio da realização de atividades físicas, como recomendação terapêutica”, afirma Sandra Marcela Mahecha Matsudo, pesquisadora do Celafiscs,
Segundo Sandra, o programa “Exercise is Medicine” terá seu acesso ampliado para todo o Estado, dentro de uma rede virtual de capacitação.

Fonte: Saúde Web

2012-10-04T00:00:00+00:00