SP prorroga vacinação contra a gripe

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo decidiu indicar aos municípios paulistas a prorrogação da campanha de vacinação contra a gripe até o dia 20 de maio, sexta-feira da próxima semana. A campanha terminaria hoje, dia 13, no Estado.
Desde o dia 25 de abril, 3,7 milhões de paulistas foram imunizados. Entre os três grupos principais definidos para a vacinação deste ano, as gestantes ainda apresentam menor adesão. 
O mais novo balanço da Secretaria aponta que receberam a vacina até agora 221,1 mil mulheres grávidas, o que representa 39,3% do total. Entre os idosos com 60 anos ou mais foram imunizados 2,7 milhões de pessoas, ou 54,9%. Também tomaram uma dose da vacina 535,9 mil crianças entre 6 e 23 meses de idade, o que representa cobertura de 59,4%.
Os postos de saúde abrem das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Na capital, as salas de vacina do Instituto Pasteur (avenida Paulista, 393) e dos terminais rodoviários do Tietê e da Barra Funda funcionam das 8h às 20h, inclusive aos sábados e domingos. O hospital estadual Emílio Ribas (avenida Dr. Arnaldo, 156, Cerqueira César) vacinará das 7h às 17h.
As doses da campanha sazonal também irão imunizar a população contra a gripe A H1N1, tipo que se disseminou pelo mundo na pandemia de 2009. Pela primeira vez, parte das doses de vacina contra a gripe foram produzidas integralmente no país, pelo Instituto Butantan, órgão da pasta.
“As pessoas que ainda não foram aos postos devem aproveitar a prorrogação da campanha e tomar a vacina, que protege contra uma série de complicações decorrentes da gripe, como as pneumonias. A vacina é segura e não oferece qualquer risco de a pessoa desenvolver gripe”, diz Helena Sato, diretora de Imunização da Secretaria.
A vacinação também vale para profissionais da saúde e indígenas. Para as crianças são necessárias duas doses da vacina. A segunda deve ser tomada com intervalo de 30 dias após a primeira.
Fonte: Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo
2011-05-13T00:00:00-03:00