Santas Casas vão parar atendimento em protesto em 8 de abril

Para demonstrar a situação financeira que estão enfrentando e em protesto pela negação do reajuste da tabela do SUS, as Santas Casas não irão realizar procedimentos que não sejam urgentes ou emergenciais no dia 8 de abril. A dívida das instituições chega a cerca de R$ 12 bilhões.

A paralisação está sendo organizada pela Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos em parceria com as Federações e Frentes Parlamentares Estaduais e pela Confederação das Santas Casas.
A reivindicação é o reajuste de 100% para os procedimentos de baixa e média complexidade da Tabela do SUS, que impõe um déficit de R$ 5 bilhões por ano às instituições. Para atenuar o problema, algumas delas estão diminuindo o número de atendimento pelo SUS. Outras já tiveram que fechar as portas.
A tabela determina quanto o Governo deve pagar por cada intervenção realizada nos pacientes da rede pública. Atualmente, o déficit é de 40% do valor, ou seja, para cada R$ 100 gastos, o hospital recebe R$ 60. Para entidades filantrópicas que representam só no estado de São Paulo mais de 50% das internações, além de ser em quase mil municípios a única opção de leitos, é um investimento que faz muita falta.

2013-03-28T00:00:00+00:00