5 requisitos do sistema de gestão para atender hospitais com eficiência

2018-08-09T14:57:23-03:00 09/08/2018|

Pare e pense em instituições de saúde que você admira. O que leva você a admirá-las? Provavelmente a forma como elas atendem os pacientes, a satisfação e eficiência dos enfermeiros e corpo clínico, a boa gestão entre o que entra e sai de recursos do hospital, a condição financeira não apenas estável, mas também focada em investimentos na própria instituição. Todas essas são prováveis características que elas têm em comum. E tem mais uma que merece atenção: um sistema de gestão hospitalar eficiente, que permite:

  • atendimentos mais rápidos;
  • diagnósticos mais assertivos;
  • redução de custos;
  • aumento de faturamento.

Mas nem sempre é fácil definir o parceiro estratégico para ajudar a atingir uma administração hospitalar de excelência como as instituições que você admira. O que levar em conta nesse processo? Quais critérios considerar?

As perguntas são muitas e nosso post de hoje vai ajudar a resolver algumas delas.

Listamos os 5 principais requisitos de um sistema de gestão eficiente, confira:

 

1. Gestão do custo hospitalar

 

Você sabe identificar os principais problemas relacionados à gestão de custos da sua instituição? O seu planejamento está em dia? É difícil controlar custos e eliminar desperdícios? O monitoramento de estoque é eficaz? Sua gestão de fluxo de caixa é feita da forma como você gostaria?

 

Provavelmente você associou alguns dos questionamentos com a realidade da sua instituição. É aí que a Tecnologia de Informação aparece como uma grande aliada, ao disponibilizar ferramentas de gestão integradas para controlar e/ou organizar os processos, gerando dados confiáveis para a tomada de decisão.

 

A Wareline possui uma estrutura de módulos dedicada ao Financeiro, desenvolvidos para auxiliar o gestor ou administrador a atuar de maneira estratégica e segura, capaz de iniciar o diagnóstico organizacional dos processos e da saúde financeira do hospital. Também é possível analisar dados qualitativos e quantitativos que deverão ser planejados e transformados em decisões estratégicas. Neste guia, apresentamos cada um desses módulos e explicamos como eles são imprescindíveis para a gestão da sua instituição de saúde.

 

2. Uso de dados para decisões mais certeiras

 

De nada adianta captar uma infinidade de dados, se eles não forem catalogados, armazenados e interpretados para que possam ser utilizados de maneira estratégica. Neste caso, a opção é priorizar um software de gestão hospitalar que, por meio de um sistema de Business Intelligence (BI), seja capaz de integrar, medir, monitorar dados em tempo real, analisar e gerar relatórios sobre uma ampla variedade de aspectos.

 

Por fornecer insights confiáveis obtidos pelo cruzamento de informações, cria condições para uma tomada de decisão cada vez mais acertada, seja na área administrativa, financeira ou clínica. Permite que os sistemas de saúde reduzam os custos, identifiquem – e corrijam – os riscos que possam comprometer a gestão, ao mesmo tempo em que melhoram a comunicação e os resultados de saúde.

 

3. Segurança de dados e da informação 

 

Hospitais que dependem de sistemas manuais estão muito mais vulneráveis ao vazamento e roubo de dados sigilosos do que aqueles que contam com o uso de tecnologia na gestão. Um sistema de gestão confiável, capaz de manter as informações seguras contra acessos não autorizados, deve ser prioridade.

 

Proteger dados gerados dentro da instituição passa pela utilização de banco de dados, rotinas periódicas e automáticas de backup, permissões dos usuários e log das transações.

 

Existe também a possibilidade de contar com suportes adicionais, como a Assinatura Digital, uma das responsáveis por manter as informações dos pacientes seguras. Integrada a outros módulos, ela facilita as operações ao tornar dispensável a impressão do prontuário para que seja assinado fisicamente, garantindo, por meio da criptografia, a privacidade, confidencialidade e integridade das informações nas instituições de saúde.

 

4. Segurança do Paciente

 

A segurança do paciente deve estar no centro das atenções, já que a menor das falhas pode gerar graves consequências. A tecnologia é capaz de não só preservar a privacidade e confidencialidade dos dados. Ela também integra as informações e o histórico clínico, proporcionado um atendimento mais ágil, humanizado e confiável.

 

O sistema de gestão hospitalar da Wareline conta com diversas funcionalidades que contribuem para a segurança do paciente. O Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) é um documento confidencial, que armazena informações com mais praticidade, agilidade e segurança, facilita diagnósticos e reduz os riscos de erros ou ilegibilidade. Todo o processo do PEP é assegurado pela Assinatura Digital.

 

E, se a intenção é elevar a segurança a níveis máximos, a computação em nuvem é a escolha certa. Ele permite que dados cadastrais e transacionais sejam armazenados de maneira automática em um ambiente protegido e controlado na nuvem. Assim, eles podem ser acessados de qualquer local, de maneira segura e controlada, podendo, em caso de necessidade, ser recuperados integralmente pela equipe de TI.

 

5. Sistema de gestão: agilidade e controle dos processos

 

Automatizar processos que no passado eram realizados de forma manual e desestruturada gera resultados revolucionários às rotinas hospitalares. Mais produtividade e agilidade, custos reduzidos e operações simplificadas. A troca de informações e comunicação entre as áreas é feita de maneira muito mais simples e controlada. Os processos complexos são executados em poucos cliques, permitindo que o capital humano dedique mais tempo às atividades que gerem real valor às instituições, focando no que realmente importa.

 

A implementação de um sistema de gestão hospitalar proporciona mais dinamismo às operações. Informações e respostas necessárias para tomada de decisão são acessadas pelos usuários com mais facilidade e rapidez. Isso ajuda a humanizar o atendimento, otimizando o tempo e proporcionando mais satisfação ao paciente.

 

Hoje em dia, dispor de uma equipe especializada não é suficiente para o sucesso de um hospital; há uma demanda crescente por alta qualidade de serviço. A inteligência da tecnologia de um software de gestão hospitalar confiável pode ser a resposta para o sucesso de um centro médico.

Entre em contato para saber como a Wareline pode te ajudar neste desafio!