Raio-X de despesas otimiza gastos

Confira o case sobre o módulo Custo Hospitalar da Wareline no Hospital Lúcio Rebelo, cliente desde 2005:
Há seis meses à frente do Departamento de Custos do Hospital Lúcio Rebelo, Gleidson Batista Gonçalves fez por lá verdadeira revolução. Graças ao trabalho dele, hoje a unidade tem controle de quanto custa tudo o que é utilizado no dia-a-dia, de uma folha de papel aos medicamentos prescritos aos pacientes, e tem análise categorizada de todas as receitas e despesas que desde então passaram a ser direcionadas aos respectivos centros de custo (que nada mais é do que cada departamento do hospital). Os centros de custos são divididos em produtivo, que gera receita; intermediário, que gera receita e despesa e administrativo, que gera despesa.
A distribuição equalizada das despesas permite uma contabilidade precisa de quanto gasta cada departamento e com o que. é possível, por exemplo, saber o preço exato da limpeza de cada metro quadrado do hospital, de cada refeição servida, de cada quilo de roupa que vai para a lavanderia terceirizada, etc. Isso permite otimização dos gastos, evita desperdícios e gera consequente economia para a instituição.
Para fazer esse levantamento minucioso, o Departamento de Custos do HLR utiliza serviços da Wareline, uma fábrica de software do setor da saúde, cujo principal produto é um sistema de gestão hospitalar abrangente. O Lúcio Rebelo é o primeiro hospital do Centro-Oeste a usar o módulo de custo hospitalar da Wareline. Isso vai permitir que o HLR faça uma gestão de custos junto ao Departamento Financeiro para que a unidade tenha o seu orçamento anual e possa planejar absolutamente tudo o que será gasto.
De acordo com Gleidson, o trabalho do Departamento de Custos é de fundamental importância, pois gera informações para a melhoria nos processos, qualidade e eficiência nos serviços prestados, além de auxiliar na tomada de decisões importantes.
Fonte: Jornal Hospital Lúcio Rebelo – Goiânia/GO
2014-05-08T00:00:00-03:00