Proteja seu hospital de ciberataques com sistema de gestão hospitalar

2017-10-05T15:36:48-03:00 06/07/2017|

WannaCry. Este é o nome do vírus que, como o próprio nome sugere, fez muita gente “querer chorar”. Responsável pelo ataque a milhares de computadores em 150 países, este vírus age como uma espécie de sequestrador, na medida em que ele codifica todas as informações e, para tê-las novamente, o usuário precisa pagar, no mínimo, US$ 300. E os hackers não pouparam ninguém: do governo russo ao Fedex (serviço de entregas de encomendas americano), instituições do mundo todo foram atingidas. Cada vez mais comuns, essas ameaças digitais passaram a exigir das empresas novas soluções de segurança. No caso das instituições de saúde, em que este tipo de ataque representa uma séria ameaça à segurança de informações dos pacientes e do hospital em si, é preciso contar com uma infraestrutura diferenciada, antivírus instalado, um firewall corporativo, sistemas operacionais licenciados e atualizados, bem como uma equipe treinada para evitar contato com arquivos comprometidos.

 

Além desses itens, é importante que as entidades do setor de saúde contem com um sistema de gestão hospitalar que assegure as informações que são parte do seu dia a dia. Aqui na Wareline, nosso software de gestão é bem completo e foi desenvolvido para proteger nossos clientes da perda de dados. “Desenvolvemos soluções como o WareCloud, um serviço que garante o armazenamento de uma cópia de segurança dos dados da instituição de saúde em um ambiente protegido e controlado na nuvem. Nele podem ser guardadas todas as informações cadastrais e transacionais da organização hospitalar e, em caso de necessidade, serem recuperadas integralmente pela equipe de TI”, conta Daniel Martins dos Santos, nosso analista de infraestrutura.

 

Outros diferenciais que ele aponta são:

 

. Utilização de banco de dados relacional (SGBD): todos os dados são guardados em tabelas, que possuem uma estrutura que se repete a cada linha. Por meio do sistema SGBD, o software de gestão hospitalar oferece segurança, controle de concorrência, integridade e recuperação das falhas;

 

. Políticas de acessos individuais para cada operador do sistema: isso ajuda a restringir ou a permitir o acesso a áreas específicas do sistema;

 

. Autenticação do sistema por meio do certificado digital: garante mais segurança aos dados do paciente, além de estar menos suscetível a erros por má interpretação de textos. Agilidade, confiabilidade na checagem, anotações clínicas e administração de medicamentos são outros benefícios da utilização dos certificados digitais;

. Auditoria de todas as transações efetuadas no banco de dados: registra o que cada operador realizou de alteração.

 

Quer proteger o seu hospital das temidas ameaças digitais? Entre em contato para que um dos nossos representantes possa te atender.