Prontuário Eletrônico deverá ser implantado em todo o país até 2018

O Ministério da Saúde anunciou que até o fim de 2018 pretende implantar o prontuário eletrônico do paciente (PEP) em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Brasil. Isso é um grande avanço, tendo em vista que hoje apenas 37,5% das unidades utilizam a ferramenta, menos da metade das existentes.

 

A ideia do Ministério da Saúde é que essa informatização ajude a reduzir as filas nas UBS, já que o cidadão poderá acompanhar a marcação de consultas por meio do prontuário. Além disso, a implantação permite uma integração no sistema entre UBS o que, consequentemente, possibilitará ao paciente ser atendido em mais de uma unidade e não somente naquela mais próxima de sua residência.

Com ele também é possível verificar, em tempo real, a disponibilidade de medicamentos em farmácias e registrar visitas de agentes de saúde.

 

Benefícios

A tecnologia é uma grande aliada na melhoria e otimização dos atendimentos em saúde. E ela traz benefícios principalmente para o paciente. Mas, para que ela também seja útil na gestão dos usuários, precisa existir organização nos processos clínicos.

 

É nesse sentido que o prontuário eletrônico deve ser encarado como um aliado! é ele que possibilita o uso das informações clínicas de forma sigilosa e segura para a geração de dados sobre a saúde.

 

E quem já tem prontuários eletrônicos

Os hospitais e as instituições públicas de saúde que já têm o PEP em seu sistema de gestão hospitalar não precisarão migrar para o sistema do SUS, pois é possível integrar o layout já existente com o exigido pelo Ministério da Saúde. A Wareline tem know how para realizar essa integração, criando um sistema híbrido e que atende todas as necessidades dos hospitais e órgãos fiscalizadores.

 

Módulo PEP da Wareline

 

O módulo Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) do sistema de gestão hospitalar da Wareline reúne diversas informações sobre a movimentação dos pacientes pelos setores da unidade de saúde. Nele também é possível verificar a quantidade de exames realizados, agendados e seus resultados; evita falhas em relação às prescrições e administração de medicamentos; cirurgias; entre outros dados.

É no PEP que está todo o histórico clínico do paciente, o que facilita a compilação e análise de informações, além de deixá-las disponíveis para o médico de maneira fácil, agilizando o atendimento.

 

Saiba mais sobre a nossa solução clicando aqui!

2018-04-16T14:22:03-03:00