Pesquisa: hospitais não costumam investir em programas de PLR

Como apresentado nessa série de infográficos e na Revista Saúde Business, o estudo serve para identificar as tendências e desafios enfrentados pelos executivos da saúde e destacar as boas práticas de gestão.
Como vocês podem ver no gráfico, no pilar gestão de pessoas, a grande maioria das empresas participantes do estudo em 2014 possui programas formais de treinamento e desenvolvimento de seus funcionários e lideranças, seja com instrutores internos ou externos. Além de demonstrar uma preocupação com o trabalhador, trata-se de um investimento no principal ativo das empresas para ter um retorno no desempenho a médio e longo prazo. O treinamento contínuo  é uma solução para contornar as dificuldades de contratação de mão-de-obra adequada e proporciona melhor qualidade no atendimento (refletido na segurança e na satisfação do paciente). O desenvolvimento de competências estratégicas, táticas e operacionais das lideranças é fundamental para o desenvolvimento das instituições.
Já a prática de PLR (distribuir anualmente aos funcionários uma Participação nos Lucros e Resultados da empresa) ainda é uma prática não muito bem consolidada no setor, principalmente nos hospitais (apenas 17% dos participantes referiram o PLR como um de seus benefícios oferecidos aos trabalhadores).
Fonte: Saúde Business
2015-08-19T00:00:00-03:00