Parceria com Facebook resulta em 135 mil possíveis doadores

2013-08-05T00:00:00-03:00 05/08/2013|

A tecnologia aliada à saúde vai além dos sistemas de gestão hospitalar. Até redes sociais abertas e de amplo alcance podem ser de grande ajuda para o desenvolvimento de áreas da saúde. Um exemplo é o Facebook, que está facilitando o processo de identificação dos doadores de órgãos. Veja abaixo:
A parceria entre o Ministério da Saúde e o Facebook para incentivar a doação de órgãos entre usuários da rede social completou um ano esta semana. Durante o período, 135 mil pessoas manifestaram o desejo de ser doadoras de órgãos. A ferramenta permite que o internauta adicione esta informação a linha do tempo e ao perfil.
Segundo os parceiros, o objetivo é que o usuário compartilhe os motivos que o levaram a se tornar doador. Após a inserção da funcionalidade e a divulgação da campanha, houve aumento de 1.780% do número de usuários na página oficial de Doação de órgãos do Ministério da Saúde no Facebook.
Em 2012, foram realizadas 24 mil cirurgias de transplante no Brasil, sendo 95% realizadas no Sistema único de Saúde (SUS). Para ser doadora, a pessoa deve informar à família o seu desejo e, segundo a legislação, não é necessário deixar documento escrito.

Como fazer?

Na página de edição de perfil, o usuário do Facebook deve clicar na opção “Evento Cotidiano”. Depois selecionar a opção “Saúde e Bem-Estar” e clicar em “Doador de órgãos”.
O passo a passo para registrar a vontade de doar órgãos na rede social pode ser visto em um vídeo no endereço youtube.com.

Fonte: Saúde Web