Operadoras lutam por direito de reajuste nos preços

Um dos aspectos pleiteados pelas operadoras de saúde refere-se ao índice de reajuste de preços. De acordo com o consultor em saúde e professora da Fipecafi, Antônio Westenberger, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) fixa um preço e ainda estabelece novos rols de procedimentos a serem cobertos pelos planos.
“As operadoras deveriam solicitar reajuste baseado na matriz de custos. é o que propõe a Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge). Temos que lembrar que estamos em um País de dimensões continentais, onde a realidade de São Paulo não é a mesma do estado do Pará por exemplo”, afirma Westenberger durante a 6o Jornada Jurídica de Saúde Suplementar, coordenado pela Abramge.
Fonte: Saúde Business Web
2011-05-20T00:00:00+00:00