Número de operadoras de saúde em atividade diminui 50% em 15 anos

2016-02-11T00:00:00-02:00 11/02/2016|

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) publicou, no fim de dezembro de 2015, a nova edição do “Caderno de Informação da Saúde Suplementar”, que contém tendências do setor e informações que podem ser utilizadas no planejamento e nas estratégias da gestão.

No caderno é possível constatar que o número de beneficiários de saúde suplementar aumentou em 2014, crescendo a uma taxa de mais de 3% por trimestre. Entretanto, esse percentual foi sendo reduzido ao longo de 2015, e no último trimestre chegou a um valor negativo, de -0,3%, sendo uma redução de cerca de 400.000 usuários. A área mais afetada foi a do segmento de seguradoras.

O número de operadoras tem diminuído ao longo dos anos: em dezembro de 2000 eram 2004, e em setembro de 2015 era de 999, sendo que 843 destas contavam com beneficiários.

O Caderno também revela que na maioria dos estados brasileiros, a cobertura assistencial de planos privados é inferior a 20%, chegando a menos de 10% no Maranhão, Piauí e Tocantins. Esta taxa supera os 40% somente no Estado de São Paulo (58% na Capital e 39,4% no interior).

Os dados mostram a necessidade de planejamento e gestão dos administradores hospitalares, para acompanhar o mercado privado e público e se adaptar à ele, prevendo possíveis ganhos e perdas, antecipando decisões e estratégias.

Com as ferramentas apropriadas, isso é possível. A Wareline conta com um sistema de gestão hospitalar completo e com módulos constantemente atualizados para atender a demanda do mercado, dos hospitais e dos pacientes com eficiência e economia. Inclusive, há o Módulo Planos de Saúde, criado para facilitar o processo com Operadoras que, entre outras atribuições, controla planos individuais, familiares e empresariais.