Módulo da Wareline permite o acompanhamento de indicadores de pacientes na UTI

Os pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) são os que mais preocupam as instituições de saúde. Eles exigem monitoramento constante e reações rápidas do corpo clínico para que mantenham seus sinais vitais estáveis. Proporcionar a esses profissionais o subsídio completo para tomar suas decisões é um dos objetivos do novo módulo UTI da Wareline. A solução do sistema de gestão hospitalar calcula os indicadores que refletem o estado de saúde do paciente e sua probabilidade de morte. Além disso, exibe informações de todos os pacientes internados nas unidades de terapia intensiva e semi-intensiva, e disponibiliza o histórico de todos os pacientes que passaram por elas.

O risco de óbito de um paciente é calculado por meio da soma de scores numéricos correspondentes às alterações clínicas, laboratoriais e de procedimentos as quais ele foi submetido.  Existem diversos tipos de sistemas de classificação de prognóstico, no entanto, os mais usados são: para pacientes adultos (APACHE II), crianças (PRISM II) e pacientes neonatais (PSI modificado). O módulo realiza automaticamente os cálculos e os apresenta em forma de porcentagem.
De acordo com o gerente comercial da Wareline, Raphael Castro, o principal benefício proporcionado pela solução do sistema de gestão hospitalar é a capacidade de manter o médico informado em tempo real em qualquer momento do dia sobre os indicadores do estado de saúde do paciente.
A ferramenta permite a criação de uma ficha no sistema para cada paciente do setor. Esse documento conta com informações como parâmetros fisiológicos, de insuficiência orgânica e ainda realiza um cálculo que indica o risco de óbito do doente. Além disso, emite relatórios com dados compilados de todos os pacientes, o que permitem comparar, por exemplo, a taxa de mortalidade entre UTIs de diferentes unidades hospitalares.
“O cálculo dos scores dos índices de prognósticos é muito complexo para ser feito manualmente, pois envolvem muitas variáveis. Por isso, essa ferramenta tem um potencial enorme para auxiliar o trabalho dos médicos intensivistas e colaborar para a tomada de decisão”, afirma Castro. Os demais módulos do sistema de gestão hospitalar possuem campos para os médicos descreverem o estado geral de saúde dos pacientes através da sua própria análise.
Sobre a Wareline
Criada em 1989, a Wareline é uma empresa especializada em desenvolvimento de sistemas de informação hospitalar, que oferece integração e automatização das partes operacionais e financeiras das instituições de saúde. As soluções e serviços da Wareline garantem aos clientes qualidade nos sistemas e expertise junto aos órgãos públicos e provados com os quais têm interface. Atuando no mercado nacional, a empresa atende mais de 250 instituições, entre hospitais universitários, filantrópicos, particulares e redes municipais distribuídos nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Piauí, Paraíba e Espírito Santo. Saiba mais em http://www.wareline.com.br

2013-02-14T00:00:00-02:00