Ministro apresenta avanços na gestão da saúde pública

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha apresentou nesta quarta-feira os detalhes do relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), que comprovou que o Brasil está no caminho certo quanto às políticas públicas voltadas para a redução da mortalidade infantil.
O documento destaca que a nação já alcançou os índices de redução definidos pelas metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODB), em relação à mortalidade de crianças com menos de cinco anos de idade. Em 2011, o órgão internacional mostra que o índice brasileiro reduziu para 16/1.000. O acordo internacional previa a redução em 2/3 da mortalidade desse público entre 1990 e 2015. O Brasil apresentou redução de 73% das mortes na infância desde 1990.
O ministro adiantou que já foram investidos cerca de R$ 3,3 bilhões na Rede Cegonha, que conta com a adesão de 4.759 municípios brasileiros. Esta estratégia criou 348 leitos neonatais e requalificou mais 86 em 2011. A previsão é habilitar 350 novos leitos neonatais, ainda este ano. Atualmente, o Brasil conta com 3.973 de UTI Neonatal e 2.249 leitos de UTI Pediátrico. Estima-se que 91,5% do total de gestantes usuárias do SUS serão atendidas pelo programa.
A apresentação foi feita na sede daOrganização Pan-Americana de Saúde (OPAS), em Washington (EUA), durante a 28ª Conferência Sanitária Pan-Americana e da 64ª Sessão do Comitê Regional.
Fonte: Saúde Web
2012-09-20T00:00:00+00:00