Médicos paulistas vão parar no dia 06 setembro

Os médicos do Estado de São Paulo suspenderão, por 24 horas, em 6 de setembro, o atendimento eletivo aos usuários de planos de saúde, em protesto contra as operadoras que, segundo eles, não apresentaram propostas adequadas de reajuste de honorários e dos valores pagos pelos procedimentos.

Os atendimentos de urgência e emergência serão mantidos aos pacientes. Na véspera, em 5 de setembro, os profissionais farão uma passeata na Capital, que sairá da sede da Associação Paulista de Medicina (APM) seguindo até a Câmara Municipal de São Paulo.

Além do reajuste dos valores das consultas e procedimentos, os médicos pedem a regularização dos contratos firmados com operadoras – com a inclusão de cláusula de reajuste periódico, entre outros. Em nota, eles reivindicam também “fim da intervenção na relação entre médico e paciente, da pressão para reduzir exames, internações e para antecipar altas”.

Fonte: Saúde Web
2012-08-23T00:00:00-03:00