Maioria absoluta dos médicos utiliza internet para se informar

2013-10-15T00:00:00-03:00 15/10/2013|

Usar a internet para consultas médicas rápidas não é um comportamento exclusivo dos pacientes. Segundo levantamento realizado na base do site Doutíssima Brasil, 96% dos médicos utilizam a internet para se informar várias vezes por dia, mostrando que não são adeptos apenas da tecnologia dos softwares de gestão hospitalar dentro das instituições. Porém, é preciso prestar atenção na proveniência das informações.

A rede é consultada para pesquisas instantâneas, como fonte de informação sobre saúde e para atualização. Os pacientes não ficam atrás: 86% dos internautas brasileiros pesquisam sobre saúde, o que coloca o país em quinto no ranking mundial dos mais interessados no assunto. No mundo, cerca de 3 a cada 4 pessoas pesquisa sobre o assunto.

Os temas mais procurados mundialmente são câncer (1,5 milhões), AIDS (550 mil), diabetes e depressão (368 mil cada). Os assuntos mais interessantes para os brasileiros são medicamentos (68%), hospitais (45%) e relatos de experiências que outras pessoas tiveram com determinados problemas de saúde (41%). Porém, apesar de pesquisar bastante, somente 1 em cada 4 pessoas verifica a procedência da informação online.