Hospitaleiras investe em tecnologia para melhorar processos

Com o objetivo de amparar pacientes com transtornos mentais, a Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus foi fundada em 1881 em Madri, na Espanha. Já no Brasil, a primeira casa de saúde da organização foi fundada em 1965, na região sul da cidade de São Paulo e recebeu o nome de Nossa Senhora do Caminho. A Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima também faz parte do grupo Hospitaleiras e oferece atendimento integral aos pacientes agudos e reagudizados, promovendo uma reinserção social em curto prazo.
As instituições promovem atendimento ambulatorial, de urgência/emergência, hospital-dia e internação com uma grade de atividades adequada e altamente capacitada, além de internações breves. Elas desenvolvem um trabalho voltado para o acolhimento, assistência e o cuidado da saúde integral de pacientes com transtornos mentais com o objetivo inovar e qualificar cada vez mais o projeto terapêutico.

Juntas, as casas mantêm uma média de 370 pacientes internados diariamente e realizam em média 40 atendimentos por dia. Possuem 37 médicos, quase 400 leitos e mais de 10 mil m² de área construída. Ambas as instituições, em busca de aperfeiçoar os seus processos, adotaram o sistema hospitalar da Wareline em janeiro de 2013. 

Dificuldades

De acordo com o coordenador de projetos sociais da Casa de Saúde Nossa Senhora do Caminho, Wilson Santos Júnior, a principal dificuldade encontrada antes da implantação do sistema da Wareline era o controle sobre as rotinas hospitalares. Já a supervisora administrativa da Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, Elen Borges, destaca que o software utilizado anteriormente já não era capaz de atender às novas demandas exigidas pelo mercado. 

Aquisição e implantação

As implantações aconteceram simultaneamente em ambas as instituições e levaram aproximadamente seis meses para serem finalizadas. Na Casa de Saúde Nossa Senhora do Caminho, a Wareline contou com a parceria da equipe de TI desde o início do processo. Os hospitais conheceram a empresa por indicação de outras unidades do segmento de psiquiatria que utilizam e recomendaram o sistema. 
As casas de saúde investem em tecnologia pela necessidade de informatização de processos internos, controles e outros fatores necessários à administração e atendimento à legislação. A otimização do trabalho e, sobretudo, uma melhor integração dos dados foram levados em consideração no momento da escolha pela Wareline. 

Resultado

“Melhor otimização, disponibilidade imediata de informações e relatórios, melhor eficácia nos controles internos devido ao condicionamento de variáveis que auxilia os processos e diminui a margem de erro, facilidade na execução de tarefas”, são alguns dos benefícios citados por Júnior. Ele destaca ainda a integração entre setores e produção, o que propicia um controle gerencial mais eficaz.
“Para a nossa realidade não existe uma ferramenta específica do sistema que possa ser destacada, uma vez que todas abrangem as necessidades do hospital em suas diversas áreas, porque todas trouxeram uma melhoria nos processos internos”, explica Elen.
Atualmente, está sendo implantado na Casa de Saúde Nossa Senhora do Caminho o módulo de rastreabilidade de medicamentos, algo extremamente necessário em uma instituição psiquiátrica. Outro ponto que merece destaque e que colabora para a agilidade dos processos das instituições foi a criação de um relatório para facilitar a cobrança de AIH, pois nele aparecem listados todos os pacientes internados em determinado período e quantas diárias devem ser cobradas.
“Estamos muito satisfeitos com o sistema, pois ele está nos auxiliando a rever e planejar melhor as rotinas, além de embasar as decisões administrativas e técnicas de nível gerencial”, completa Júnior.

*Texto publicado originalmente na 5ª edição da revista Wareline Conecta

2014-02-25T00:00:00-03:00