Gestão hospitalar: Anvisa alerta sobre protocolos de segurança

As diversas unidades de saúde do país realizam vários procedimentos que requerem cuidados para que danos não sejam causados aos pacientes. A ressonância magnética está no rol de procedimentos que exigem atenção redobrada dos profissionais de saúde e, para minimizar os riscos inerentes a exames desta natureza, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgou recentemente em seu site recomendações para alertar os hospitais e instituições de saúde de um modo geral sobre os protocolos de segurança, que devem fazer parte da gestão hospitalar.

Essas recomendações que foram divulgadas pelo órgão estão na RDC 63/2011 (Resolução da Diretoria Colegiada), documento criado com o objetivo de estabelecer boas práticas para o funcionamento dos serviços de saúde, fundamentados na qualificação, na humanização da atenção e gestão hospitalar, e na redução e controle de riscos aos usuários e meio ambiente.
Vale lembrar que a RDC 63/2011 se aplica a todos os serviços de saúde no país, sejam eles públicos, privados, filantrópicos, civis ou militares, incluindo aqueles que exercem ações de ensino e pesquisa.
Confira abaixo as recomendações da Anvisa:
1. Protocolos e rotinas contemplando as diferentes etapas dos processos de trabalho devem ser divulgados pelos serviços de saúde aos seus profissionais.
2. Medidas para que os protocolos e rotinas sejam seguidos devem ser adotas pelas instituições de saúde.
3. Todos os profissionais do serviço de saúde devem ser capacitados para o desempenho de suas responsabilidades, periodicamente, incluindo os protocolos e rotinas do serviço.
4. Devem ficar disponíveis nos locais de atendimento apenas os materiais utilizados nos processos de trabalho.
5. Os produtos e materiais utilizados no serviço para saúde devem estar regularizados perante a vigilância sanitária e de acordo com as normatizações vigentes.
6. Todos os materiais e produtos para a saúde devem ser utilizados conforme sua finalidade, prevista nos manuais dos fabricantes ou de acordo com especificações na rotulagem.
7. Com o objetivo de evitar trocas ou falhas na utilização de materiais e produtos para a saúde, os mesmos devem estar devidamente identificados de forma clara.
8. Os pacientes devem receber informações claras relativas aos procedimentos a que serão submetidos, podendo questionar a equipe de saúde sempre que tiver dúvidas sobre os riscos e cuidados.
9. O monitoramento dos riscos dos processos de trabalho fica a cargo dos serviços de saúde, que devem adotar medidas corretivas e preventivas quando necessárias.

2013-05-02T00:00:00-03:00