Genéricos crescem ainda mais com expiração de patentes

O mercado de medicamentos genéricos representa 26,6% do total das unidades de medicamentos vendidos no Brasil, de acordo com dados do IMS Health, que estima tendência ainda mais crescende com expiração de inúmeras patentes nos próximos cinco anos, representando um mercado potencial de até U$$ 2,5 bilhões.

Após expirar o prazo de proteção, o medicamento é comercializado pelo nome da substância ativa, sem marca comercial, reduzindo o valor em até 35%, uma vez que, não há mais custos de pesquisa. Os genéricos possuem a mesma eficácia do medicamento original, tanto que são submetidos aos testes bioequivalência e biodisponibilidade.

Segundo dados da Anvisa, desde a regulamentação dos genéricos em 1999 até abril deste ano, foram registrados 19.327 apresentações comerciais, 391 substâncias ativas em 120 classes terapêuticas fabricadas por 101 laboratórios. Para o diretor executivo da Abradilan (Associação Brasileira dos Distribuidores de Laboratórios Nacionais), Geraldo Monteiro, os genéricos conquistaram a confiança dos brasileiros. “A procura por esses medicamentos vem ganhando cada vez mais espaço nas prateleiras das farmácias e drogarias do país, e essa representatividade nos apontam grandes perspectivas de crescimento das vendas nos próximos anos”, afirma.

Os associados da Abradilan são responsáveis pela distribuição de 21% das unidades de medicamentos genéricos no Brasil. A entidade cobre 82% das cidades do país e estiveram presentes em 77% das 71 mil farmácias e drogarias, registrando a distribuição em 83% na região Sudeste, 74% na região Sul, 80% no Nordeste, 83% no Centro Oeste e 34% no Norte do país.

Fonte: Saúde Web

2012-10-16T00:00:00-03:00