Déficit de leitos no País chegará a 13,7 mil em 2016

2013-07-29T00:00:00-03:00 29/07/2013|
As instituições de saúde podem contar com os softwares hospitalares para gerenciar, inclusive, os leitos disponíveis em cada setor. Com o aumento de conveniados, os hospitais particulares devem se atentar cada vez mais para esse gerenciamento. Saiba mais abaixo:

Apesar dos planos de expansão dos hospitais privados do País, o número de leitos exigido pelo crescimento dos planos de saúde não será alcançado nos próximos anos. A constatação faz parte de um estudo da Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp).

O levantamento mostra que, se o número de pessoas com plano de saúde crescer 2,1% ao ano, os hospitais precisarão de mais 13,7 mil leitos até 2016, ou o equivalente a R$ 4,3 bilhões em investimentos. Segundo o jornal Valor Econômico, que publicou as informações, vinte grupos hospitalares consultados pretendem abrir 4,3 mil novos leitos no período.

A projeção da Anahp considera o crescimento do setor de planos de saúde em 2012 (2,1%), a menor taxa dos últimos sete anos. O número de leitos necessários, portanto, pode ser ainda maior.

Nos últimos anos o déficit de leitos no país foi agravado pelo fechamento de 286 hospitais particulares. A maioria também atendia pelo Sistema único de Saúde (SUS), cujo baixo repasse para procedimentos médicos pode ter agravado a situação. Entre 2007 e 2012, o número de leitos diminui de 453.724 para 448.954 no País, principalmente devido a queda de 11,2% no número de leitos privados.

Fonte: Saúde Web