CPFL faz parceria com hospitais

A CPFL Energia lançou nessa segunda-feira (04), uma parceria com oito hospitais filantrópicos da região de Campinas para consultoria e treinamento dos funcionários com o objetivo de melhorar a gestão dessas instituição. Ao todo, 23 hospitais de 15 município deverão assinar o convênio nos próximos dias. A cerimônia foi realizada na sede da empresa, na Chácara Primavera, com a presença do prefeito Pedro Serafim (PDT) e política da região. 
Os hospitais de Campinas Real Sociedade Portugues Beneficiência, Irmãos Penteado de Campinas e Boldrini, Seara Hospital, Psiquiátrico de Americana, Santa Casa de Louveira, Hospital de Santa Bárbara, de Santa Bárbara D Oeste, Hospital Santa Rosa de Lima, de Serra Negra, de Misericórdia de Valinhos, já assinaram o convênio. Outras cidades: Amparo, águas de Lindóia, Cosmópolis, Itatiba, Jundiaí, Monte Mor, Pedreira, Socorro e Vinhedo, deverão formalizar a parceria nos próximos dias. 
O projeto social desenvolvido pela empresa visa treinar as esquipes dessas unidades para que ocorram melhorias na administração. Essas insitituição filantrópicas – que também recebem recursos do Sistema único de Saúde (SUS) – têm sido fundamentais para contribuir com serviço médico na região e ajudado a aliviar a demanda nas unidades públicas. O próprio governooo federal tem estabelecido iniciativas voltadas às unidades filantrópicas. 
Segundo Augusto Rodrigues, diretor de Comunicação Empresarial e Ralações Institucionais da CPFL, o treinamento vai desde os serviços administrativos, como melhorias pararedução de gastos, maior eficiência do departamento de compras, por exemplo, até técnias práticas para a troca de leñçóis sem ter de tirar o paciente do leito. “Sempre tivemos ações e parcerias com creches e hospitais, fazendo doações. Mas percebemos que muitas entidades não estavam preparadas para gerenciar esses recursos”, disse Rodrigues. 
Treinamento
Os treinamentos durarão cerca de dois anos e serão feitos por uma equipe de 15 pessoas, que farão uma espécie de rodízio nessas cidades. O investimento gira em torno de R$1,5 milhão. Os funcionários dos hospitais serão capacitados por profissionais do Centro de Estudos da Santa Casa de São Paulo (Cealag). “O Cealag é um referencial em consultoria hospitalar”, disse Rodrigues. Além disso, também serão realizados cursos em parceria com a Federação dos Hospitais Filantrópicos de São Paulo (Fehosp). 
O prefeito Pedro Serafim (PDT), presente ao evento, disse que a iniciativa privada contribui para “desafogar” a demanda de atendimentos médicos na rede pública. “é bom porque não dá peixe, mas ensina a pescar”.
Outro viés do projeto é o treinamento voltado para economia de energia elétrica. Segundo a CPFL, em outros hospitais onde esse programa foi implementado, registrou-se uma redução entre 30% e 50% do consumo de energia.
Fonte: Correio Popular – Grupo RAC
2012-06-05T00:00:00-03:00