Congresso da Fehosp discute o setor filantrópico e pasta recebe verba

Durante a 22ª edição do Congresso da Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo) o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou a liberação de um repasse extra de R$ 13 milhões para auxiliar na gestão hospitalar das santas casas, hospitais filantrópicos e Apes (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) do estado. Os recursos às 396 instituições beneficiadas devem ser pagos em uma única parcela até junho deste ano. Hoje, a dívida dos 2,1 mil hospitais filantrópicos pode chegar aos R$ 17 bilhões até o final do ano e o setor procura uma saída para continuar em funcionamento.

“A verba destinada pelo governo busca amenizar, e não resolver a questão do subfinanciamento, pois não atua na raiz do problema”, afirma Paula Usier, gerente de marketing da Wareline, empresa especializada em sistemas de gestão hospitalar. Ainda de acordo com ela, uma das soluções definitivas é a realização do reajuste na tabela SUS sobre os cem procedimentos de média e baixa complexidade com maior incidência nos valores pagos pelo SIH/SUS em 2011. O impacto da medida será de 4 bilhões se atingir todas as instituições filantrópicas e santas casas. Além disso, a regulamentação da Emenda Constitucional 29, que fixa os percentuais mínimos de investimento em saúde para União, Estados e municípios, também poderia melhorar o cenário do setor.

O Congresso da Fehosp também contou com diversos palestrantes que apresentaram as dificuldades enfrentadas pelo setor e ideias criativas para resolvê-los. Um dos destaques foi a palestra ministrada pelo diretor executivo do Hospital da Criança de Brasília, Renilson Rehem de Souza. Com o tema “Redes Cooperativas”, o profissional afirmou que a solução para o melhor desenvolvimento e para a sobrevivência das entidades filantrópicas é a união entre elas. De acordo com ele, duas formas de cooperação podem trazer resultados imediatos a essas instituições: a primeira defende a otimização de processos capazes de dar ganho de escala a esses hospitais, por meio da criação de centrais compartilhadas de compras e a criação de centros de treinamento e capacitação conjunta, por exemplo.  A segunda forma é a de cooperação assistencial, que apoia a complementaridade de serviços oferecidos em uma mesma região, e não a concorrência pelas mesmas especialidades.

Warecloud

Em sua 18ª participação no evento, a Wareline, empresa especializada em sistemas de gestão hospitalar, apresentou o Warecloud, sua nova ferramenta de cloud computing. O produto é um serviço de armazenamento de dados em nuvem que grava uma cópia de segurança dos dados da instituição de saúde em um ambiente protegido e controlado. Ali podem ser guardadas todas as informações cadastrais e transacionais da organização hospitalar e, em caso de necessidade, serem recuperadas integralmente pela equipe de TI. A solução garante a integridade e segurança dos dados armazenados e a instituição ainda conta com suporte especializado em caso de dúvidas.
“Os administradores que conheceram a ferramenta ficaram muito entusiasmados. Eles entenderam a importância de instrumentos que garantam a segurança de seus dados em nuvens, em forma de serviço, ao invés de investirem em hardware e políticas de segurança dentro do hospital”, ressalta Paula Usier.
Adquirir sistemas de gestão hospitalar está mais fácil, pois o governo estadual lançou uma linha de financiamento para as instituições filantrópicas que permite, entre outras coisas, a aquisição de sistemas de gestão hospitalar. Esses softwares, no entanto, devem estar cadastrados no âmbito do Programa BNDES – Prosoft – Comercialização. Com o objetivo de incentivar o investimento em infraestrutura e fomentar essa iniciativa, a Wareline já deu entrada no seu cadastro junto a PROSOFT e deve disponibilizar essa opção de compra em breve ao mercado.

Sobre a Wareline

Criada em 1989, a Wareline é uma empresa especializada em desenvolvimento de sistemas de informação hospitalar, que oferece integração e automatização das partes operacionais e financeiras das instituições de saúde. As soluções e serviços da Wareline garantem aos clientes qualidade nos sistemas e expertise junto aos órgãos públicos e provados com os quais têm interface. Atuando no mercado nacional, a empresa atende mais de 250 instituições, entre hospitais universitários, filantrópicos, particulares e redes municipais distribuídos nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Piauí, Paraíba e Espírito Santo. Saiba mais em http://www.wareline.com.br

2013-05-16T00:00:00+00:00