Chioro defende fim da tabela SUS

A famigerada tabela do SUS pode ser extinta e substituída por um novo mecanismo de financiamento para a saúde pública. Pelo menos esta é a vontade declarada pelo titular do Ministério da Saúde, Arthur Chioro, que fez a afirmação durante o 58º Congresso Nacional de Municípios, realizado na quinta-feira (20) em Brasília. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Durante o congresso, o ministro reconheceu a defasagem da tabela, e disse que pretende substituí-la por um processo de financiamento por pacotes de cuidados. O repasse seria feito conforme o conjunto de procedimentos necessários para o tratamento de cada patologia.
Segundo Chioro, desde 2003 avança no Ministério a lógica da contratualização do serviço sobre a da tabela, de modo a privilegiar o financiamento baseando-se no cuidado integral do paciente, e não em procedimentos isolados. Justamente por isso, admitiu, talvez seja necessário adaptar a forma de pagamento feita a serviços privados, só atuam unicamente seguindo a tabela modular.
O ministro encerrou o discurso dizendo que o Ministério da Saúde destinará R$ 3 bilhões para qualificar serviços de melhoria das parcerias com os municípios, no que promete ser um esforço de aproximação da pasta com as secretarias de saúde das prefeituras.
Fonte: Saúde Web
2014-03-21T00:00:00-03:00