CEOs têm cada vez menos experiência no setor de saúde

2014-01-06T00:00:00-02:00 06/01/2014|

Uma pesquisa mostrou que a previsão para 2014 é que somente pouco mais de um terço dos CEOs contratados para a gestão hospitalar sejam da área de saúde. Entretanto, esse fato não significa necessariamente algo ruim: os profissionais de outras áreas podem trazer ideias novas e contribuir para o crescimento do setor. Confira a notícia: 

Pesquisa realizada nos Estados Unidos aponta que aproximadamente quase dois terços dos CEOs contratados em 2014 terão pouca ou nenhuma experiência no setor de saúde. A pesquisa foi realizada pelo Rankings Black Book (empresa que presta serviços de pesquisa de mercado e opinião da área de saúde) com mais de mil executivos e membros das diretorias de empresas do setor ligados à área de recursos humanos e divulgada pelo portal PRNews.

Segundo o levantamento, o número de novos CEOs que são provenientes de outros hospitais caiu de 79%, em 2009, para 39%, em 2013. Os novos candidatos devem surgir dos mercados de Venture Capital (42%), Finanças e Contabilidade (40%), bancos (32%), Tecnologia (22%) de Marketing e Vendas (19%) e Farmacêutica (12%).

A falta de experiência em negócios da área de saúde tem um lado positivo. Embora não tenha as competências de gestão hospitalar necessárias para entender certas culturas típicas deste tipo de organização, o executivo pode propor novas ideias de gestão que podem ser inovadoras e eficazes.

A pesquisa também revelou que o prazo médio de um CEO na área hospitalar dura em média sob de 3 a 5 anos, e 56% dos executivos que deixam este tipo de cargo o faz de maneira involuntária.

Fonte: Saúde Web