Casos de dengue caem 80% nos quatro primeiros meses de 2011

Balanço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que o número de casos de dengue no primeiro quadrimestre de 2011 foi 79,3% inferior ao registrado no mesmo período de 2010.
Os municípios paulistas informaram à Secretaria, por intermédio do Sinan (Sistema de Informações de Agravos de Notificação), 32.494 casos autóctones (com transmissão dentro do estado) nestes quatro meses. No primeiro bimestre do ano passado houve 157.506 casos. As informações são preliminares e sujeitas a revisão.
Do total de casos de dengue em todo o Estado, 25% estão concentrados em Ribeirão Preto, que notificou pelo Sinan 8,4 mil ocorrências. Outras seis cidades registraram mais de mil casos: Bauru (1.818), Taubaté (1.687), Lorena (1.670), São Paulo (1.530), Araraquara (1.135) e Campinas (1.092).
Foram notificadas 12 mortes por dengue autóctone entre janeiro e abril deste ano, nos municípios de Andradina, Cândido Mota, Caraguatatuba, Cosmópolis, Ribeirão Preto, Sertãozinho, Votuporanga, São José do Rio Preto, Sumaré e Taubaté, esta última com três óbitos registrados.
Cerca de 80% da circulação viral de dengue no Estado é do tipo 1. Os demais 20% dividem-se entre os tipos 2 e 4, este último restrito até o momento à região de São José do Rio Preto.
Torpedos
A Secretaria encaminhou no último sábado, 7 de maio, mais 800 mil torpedos por celular com mensagens para alertar a população sobre combate à dengue. Entre o final de março e o início de abril foram encaminhados 1 milhão de torpedos. As mensagens tiveram como foco prioritário os celulares das regiões de Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Baixada Santista.
Em abril a Secretaria promoveu a Semana Estadual de Combate à Dengue, mobilizando 25 mil agentes em uma série de atividades especiais nos municípios paulistas com objetivo de alertar a população sobre a importância de eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti.
Por todo o Estado foram realizadas atividades de intensificação de busca e eliminação de focos do mosquito casa a casa, orientação para a população, vistoria de escolas, pedágios educativos e arrastões, entre outras ações.
A Secretaria também distribuiu cerca de 500 mil panfletos em praças de pedágios de rodovias administradas pela Dersa e pelas concessionárias Colinas, SPVias e AutoBan. Outros 20 mil cartazes sobre a semana estadual foram distribuídos aos municípios para dar visibilidade à campanha.
Além do trabalho realizado pelo poder público, a Secretaria considera fundamental a mobilização de todos os paulistas, no sentido de removerem possíveis focos do mosquito transmissor da dengue, uma vez que 80% dos criadouros estão no interior das residências.
Fonte: Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo
2011-05-09T00:00:00+00:00