BNDES reformula programa de crédito para a indústria da saúde

O Profarma, programa de financiamento do BNDES ((Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) voltado para o complexo industrial de saúde será renovado a partir do próximo mês e terá mais facilidades para as empresas do setor. A dotação orçamentária para a próxima edição do programa de concessão de crédito é de R$ 5 bilhões e os juros serão mais baixos para as diferentes simulações de crédito, para a pequena, média e grande empresa do setor. Criado em 2004, o Profarma já foi reestruturado duas vezes. Essa terceira fase do programa de financiamento, com validade de cinco anos, terá um perfil voltado para projetos de inovação.

A renovação foi anunciada nesta terça-feira (26) durante conferência realizada pelo gerente setorial do Defarma, João Paulo Pieroni, na primeira edição do MD&M — Medical Design & Manufacturing. “Um programa voltado apenas para o setor da farmácia e medicina significa diferentes linhas de crédito criadas pelo BNDES para esse setor”, disse o gerente.

A reformulação do programa ainda depende de mudanças que serão feitas até o próximo mês. Contudo, outro ponto positivo para as empresas que compõe o mercado de saúde é a celeridade na aprovação de projetos de solicitação de crédito. “Atualmente, do início formal da análise de proposta até a liberação da primeira parcela não demora mais que seis meses”, disse Pieroni.

Fonte: Saúde Web

2012-06-28T00:00:00-03:00