As Empresas de Saúde

O mundo mudou, os mercados mudaram, os profissionais mudaram, e isso inclui aqueles que trabalham com saúde, sejam médicos, enfermeiros, dentistas, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos ou de qualquer outra área médica.
 
é preciso entender que a tipologia da relação profissional/cliente na área de saúde há muito tempo deixou de ser caracterizada pelo binômio médico/paciente. Por isso, é necessário conscientizar-se de que, independente da área de atuação, o profissional de saúde é uma empresa, ou está em uma, e desta forma segue os mesmos preceitos mercadológicos de todas as demais empresas prestadoras de serviços.
 
Uma vez que se entenda e, principalmente, que se aceite isso, esta consciência de uma nova realidade, a reestruturação mental e profissional de quem vem trabalhando com saúde, torna-se não só necessária, mas imperativa.
 
Os novos clientes cada vez mais buscam o mesmo tratamento e a mesma qualidade de outros prestadores de serviços. A escolha por hospitais, laboratórios, clínicas e até mesmo quais profissionais consultar, está sendo definida muito mais por itens como estrutura, pontualidade no atendimento, indicação, capacidade técnica, comunicação, diversificação, facilidade de acesso e diferenciação, do que era antes, quando rareavam as opções e a qualidade do serviço (não técnico).
 
Neste novo conceito, departamentos como TI, marketing e publicidade, comunicação, logística, relação com o investidor, recursos humanos, legal, entre outros, devem ser a base de uma empresa que pretenda destacar-se num mercado promissor de excelência em serviços de saúde.
 
Não é preciso ser grande ou ter muitos recursos para alcançar tal excelência, mas é necessária uma nova compreensão do atual mercado, uma visão diferente das coisas, vontade de inovar, organização e criatividade. Para facilitar, resumo o que disse acima usando o seguinte princípio: atenda seus clientes como você, profissional da área de saúde, gosta de ser atendido pelas empresas que lhe prestam serviços.
 
O mundo mudou, os mercados mudaram, os profissionais mudaram, e esta é a hora da reestruturação dos serviços de saúde; os clientes fazem as regras do mercado, goste você disso ou não. Reinvente-se!
 
Rafael Armani, Business Designer na VDD Ventures
rafael@rafaelarmani.com

Texto publicado originalmente na revista Wareline Conecta – edição 1
2013-01-21T00:00:00+00:00