ANS: saúde suplementar exige novo modelo de gestão

A gestão é papel fundamental para que as instituições de saúde ofereçam um atendimento cada vez melhor aos pacientes e os softwares hospitalares são essenciais para essa constante evolução. A qualificação dos prestadores, no entanto, também é fundamental para que isso aconteça. O programa Qualiss, do governo federal, foi criado com o objetivo de estimular essa qualificação. Saiba mais:

O gerente geral de integração setorial da Agência Nacional da Saúde (ANS), Leandro Fonseca, esteve na semana passada na sede da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed). Objetivo: apresentar as novidades do Qualiss, programa do governo federal que busca estimular a qualificação dos prestadores de serviços na saúde suplementar.

O Qualiss foi desenvolvido pela ANS em conjunto com representantes dos prestadores, consumidores, operadoras, instituições de ensino e pesquisa, da Anvisa e do Ministério da Saúde. Podem participar do programa hospitais, prestadores de serviços em saúde, clínicas ambulatoriais e profissionais que atuam em consultórios. O Qualiss leva em conta tópicos como efetividade, acesso, segurança, equidade, centralidade no paciente, entre outros.

Leandro Fonseca prevê que a Avaliação Controlada, quesito do programa, será realizada no segmento laboratorial até o primeiro semestre de 2014. A ANS quer trazer ao mercado mais objetividade, disse o gerente, que acredita que o consumidor de saúde deve começar a perceber que existem outras questões mais importantes do que o preço.

O gerente da ANS observou a necessidade de um novo modelo de gestão de rede mais adequada, que possa trazer mudanças contundentes e um caminho mais sustentável. No que se refere à divulgação do Qualiss, Fonseca reiterou que, por enquanto, o programa está em fase de planejamento e que, posteriormente, haverá uma comunicação mais abrangente e pública pelo site da ANS, com sistemas de acesso aos consumidores.

Cláudia Cohn, presidente da Abramed, defendeu uma maior visibilidade, por parte do governo federal, para o setor de diagnósticos e propôs um fórum de debates entre a ANS e os profissionais deste segmento ainda em 2013.

Fonte: Saúde Web

2013-09-05T00:00:00-03:00