A relação entre Software de Gestão Hospitalar e Segurança do Paciente

2015-04-09T00:00:00-03:00 09/04/2015|

O compartilhamento online de informações na área de saúde já é uma realidade em grande parte das instituições do país. E entre os seus principais benefícios estão um atendimento com mais qualidade e humanizado, proporcionado pelos diagnósticos mais exatos e também ágeis, pela eficiente troca de informações e a redução nos custos gerais envolvidos com suas operações.


Os softwares de gestão hospitalar são protagonistas nesse contexto, pois proporcionam a integração de dados, mantendo um cadastro de pacientes unificado, com acesso controlado às informações médicas, viabilizando a implantação de práticas mais eficientes e melhor gestão dos processos internos das instituições.


No entanto, apesar das vantagens deste formato, o maior desafio das instituições de saúde no cenário atual é colocar a segurança dos seus pacientes como o foco de suas estratégias. Isso porque, no compartilhamento de informações pessoais e clínicas, seja entre setores diferentes de um mesmo hospital ou entre diferentes instituições, deve ser garantida a sua privacidade e confidencialidade.

Mas como fazer isso em um ambiente online cada vez mais hostil, em que as informações estão sendo mais valorizadas no mercado de crimes cibernéticos, em especial pelo valor que rendem após serem comercializadas?

A Wareline separou as principais funcionalidades de um sistema de gestão hospitalar que ajudam a garantir a segurança das informações dos pacientes:

PEP

O prontuário eletrônico armazena as informações do paciente com mais praticidade e segurança do que no formato em papel, bem como reduz a chance de erros em função do preenchimento incorreto ou ilegível do prontuário. Ele é um documento confidencial e, por isso, deve ser visto apenas pelo médico e pelo paciente, quando necessário. Por este motivo, é necessário controlar o acesso a ele, garantindo a segurança das informações ali contidas.

“Quando o software de prontuário eletrônico da instituição é certificado, proporciona ao paciente agilidade em seu tratamento, o que pode, inclusive, salvar vidas. Um médico pode ter acesso aos últimos exames e diagnósticos do cidadão sem que haja a necessidade de solicitar a pasta física ao SAME. A inserção de dados clínicos são feitos de forma estruturada e a assinatura digital garante sua inviolabilidade. Temos, então, uma situação segura e que auxilia o corpo clínico a dar o diagnóstico o mais rapidamente possível”, explica Raphael Castro, gerente Comercial da Wareline.

Assinatura Digital

A Assinatura Digital se faz cada vez mais necessária para a troca de informações eletrônica de maneira segura e com validade jurídica. Através da sua utilização é possível garantir maior segurança aos dados do paciente, além de estar menos suscetível a erros por má interpretação de textos. Agilidade, confiabilidade na checagem, administração de medicamentos e anotações clinicas são outros benefícios da utilização dos certificados digitais. 

A integridade das informações prestadas no PEP também é assegurada por meio da assinatura digital, que possibilita que não haja mais a necessidade de impressão do prontuário ou de qualquer documento clínico em papel, promovendo economia, auxiliando na gestão hospitalar e permitindo a autenticação da entrada do usuário nos sistemas de forma segura, garantindo proteção de confidencialidade e a integridade dos dados por meio da criptografia.

Cloud Computing

Com o crescimento da informatização da área da saúde por meio de sistemas de gestão hospitalar, o setor se beneficia do armazenamento de informações no ambiente protegido e controlado na nuvem. Isso porque, além de permitir que dados sejam arquivados e compartilhados por meio da internet e acessados de qualquer local, é uma forma bastante segura e controlada para as organizações guardarem seus dados.

“Na Wareline, criamos o WareCloud, um serviço que é responsável por guardar todas as informações cadastrais e transacionais da organização hospitalar e, em caso de necessidade, serem recuperadas integralmente pela equipe de TI. Ele é determinante para a segurança do setor na medida em que oferece armazenamento automático de uma cópia de segurança dos dados do hospital em um ambiente protegido e controlado na nuvem, recuperação do backup sempre que necessário e validação dos arquivos e notificação por e-mail aos responsáveis”, conclui Castro.