• Indicadores hospitalares

Você sabe quais são os principais indicadores hospitalares?

2018-09-05T17:44:35-03:00 06/09/2018|

Indicadores, para que eles servem? Essa pergunta parece simples. Mas se pararmos para pensar realmente quais suas funcionalidades e benefícios, vemos que muitas vezes eles podem passar despercebidos em nosso dia a dia atribulado de trabalho. Assim, não notamos sua real importância para:

  • monitorar e avaliar dados para alcançar metas;
  • identificar avanços;
  • proporcionar melhorias;
  • antecipar erros.

Indicadores hospitalares

Indicadores hospitalares são dados e índices provenientes de diferentes setores do hospital. Quando relacionados entre si, eles se tornam instrumentos essenciais para:

Monitorar os dados e índices corretos são essenciais para uma boa gestão. São eles que facilitam a organização financeira, administrativa e assistencial.

Quando analisar os indicadores hospitalares

Os indicadores hospitalares que influenciam no processo de tomada de decisão devem ser avaliados periodicamente. É importante considerar tipos e as metodologias diferentes para fazer essa mensuração e alinhar com a direção para planejar decisões futuras.

Como acessar indicadores

Diversos indicadores podem ser obtidos dentro do sistema de gestão hospitalar, considerando todas as áreas do hospital. Eles são imprescindíveis para que sua gestão seja mais precisa e segura, facilitando a organização tanto financeira quanto assistencial da instituição. Segundo o Analista de BI da Wareline, Willian Batista, o desenvolvimento desses indicadores no nosso software é baseado nos relatórios gerenciais mais utilizados pelos administradores e gestores hospitalares.

Confira a seguir alguns dos principais indicadores e como eles podem ajudar ter uma melhor gestão da sua instituição:

1) Indicadores de internação e ambulatório – nesse item é possível mensurar a quantidade de pacientes internados, os motivos de sua internação, tempo médio de permanência versus o motivo da internação e previsão de alta.

2) Taxa de ocupação – esse indicador demonstra como os leitos do hospital estão sendo utilizados, identificando o perfil de utilização, intervalo de substituição, média de permanência e se ele está bloqueado.

Ter esta informação em mãos possibilita que o gestor conheça o perfil de ocupação dos leitos e a maneira como são utilizados. Considerando que a manutenção dos leitos demanda alto custo, gerenciar melhor esse recurso será um diferencial.

 

3) Tempo de atendimento e triagem – esse indicador mede o tempo de atendimento de um paciente, desde a sua chegada à instituição, passagem pela triagem, até a sua saída, seja por transferência, alta ou óbito.

Com essas informações em mãos é possível conhecer o perfil dos atendimentos, buscar alternativas para otimizar processos e diminuir o tempo das consultas.

 

4) Faturamento x recebimento – nesse item o que é avaliado é a gestão administrativa do hospital, ou seja, se o faturamento e o recebimento estão equilibrados, sem perdas significativas que afetem a saúde financeira da instituição. Este cálculo depende de registros dos procedimentos devidamente registrados no prontuário, assegurando a confiabilidade do indicador.

 

5) Indicadores de glosas e recursos – as glosas são muito prejudiciais, pois implicam no não pagamento de um determinado procedimento, material ou medicamento pelos convênios. Esse item permite a visualização da quantidade de glosas, suas causas e ajuda a identificar fragilidades nos processos inerentes ao faturamento de contas, melhorando a gestão, aumentando a segurança, diminuindo custos, garantindo a entrada de recursos e mais qualidade no atendimento.

 

6) Rentabilidade – Custos x receita – a saúde financeira depende desse indicador, que compara o quanto de receita o hospital está tendo e se ela está se sobrepondo aos gastos da instituição. Em outras palavras, é possível saber o Retorno sobre o Investimento (ROI) do hospital.

 

Produtividade X Utilização de recursos: quanto maior a produtividade da instituição, maior é o aproveitamento dos recursos que foram investidos.

Com esse indicador também é possível calcular rentabilidade por procedimento, por convênio, por especialidade, por médico, por setor, dentre outros.

 

7) Satisfação do Paciente

Será que os pacientes que seu hospital atende indicariam o serviço para amigos e familiares? Aplicando questionários simples e contando com um sistema de gestão hospitalar, é possível ficar ciente da qualidade do atendimento oferecido no seu hospital.

Coletar esse tipo de informação pode ser facilitado com o módulo SAC Web.

Por que isso é importante?

Os clientes dos serviços de saúde estão cada vez mais exigentes e conhecedores dos seus direitos. Por isso, os hospitais e clínicas têm que se antecipar e procurar entender suas necessidades para atendê-los. Esse indicador ajuda a conhecer qual o nível de satisfação da pessoa atendida e até mesmo a qualidade da assistência prestada.

Com quem contar

Tomar qualquer decisão em um ambiente hospitalar precisa ser considerada como um negócio. E somente com os indicadores em mãos os gestores poderão se basear para tomar as ações estratégicas e manter o foco da instituição na saúde.

Conseguiu identificar quais indicadores você já utiliza em seu hospital? A Wareline pode te ajudar a produzir relatórios completos e interpretar indicadores de maneira estratégica.  Não deixe essa oportunidade passar!

 

¹ Fonte: Portal do Governo, ANTAQ (Agência Nacional de Transportes Aquaviários).

*Conteúdo atualizado – publicação original em 03/03/2017.