• Santa Casa de Angra dos Reis

Santa Casa de Agra dos Reis otimiza controle de custo hospitalar

2018-11-05T16:50:10-02:00 05/11/2018|

Existe um paradigma muito comum dentro das instituições de saúde: como conciliar a alta qualidade dos serviços hospitalares com a redução de gastos? A resposta para este questionamento invariavelmente passa pela gestão de custo hospitalar. Afinal, são inúmeros os casos de instituições de saúde que enfrentam dificuldades financeiras por conta do desconhecimento dos custos reais de seus serviços prestados, falhas na sua apuração e estrutura organizacional inadequada.

Engana-se quem pensa que gestão de custos diz respeito à determinação, controle e análise dos gastos e despesas. Isso tudo faz parte, mas vai além. Engloba também perdas, depreciações e investimentos.

 

Gestão de Custo Hospitalar

Por compreender a complexidade e a importância do controle de gastos para a saúde financeira e gestão mais eficiente das instituições hospitalares, a Wareline possui em seu sistema de gestão o Módulo Custo Hospitalar.
Diante da crescente necessidade de estabelecer mais controle e conhecimento referente ao valor de cada serviço prestado, a Santa Casa de Angra dos Reis encontrou no Módulo a solução ideal para facilitar a gestão e orientar uma tomada de decisão mais estratégica.

 

Segundo Gilcimar de Almeida Freitas, diretora Administrativa-Financeira, que trabalha há 21 anos no hospital, o conhecimento de custos é fundamental para a gestão eficiente. “Como o atendimento hospitalar é basicamente prestação de serviço, é necessário conhecer a formação dos custos, ao invés de saber apenas o preço final dos produtos”, explica.

Ao viabilizar um olhar analítico para as diferentes áreas da instituição, o Módulo de Custos permite identificar quais componentes podem ser gerenciados de maneira mais efetiva, sem perda da qualidade.

 

Módulo de Custo Hospitalar

Assim como outras empresas, o hospital é um sistema produtivo. Cada paciente demanda a realização de serviços de assistência e procedimentos, que devem ser identificados e contabilizados. Paralelamente, existem os insumos que dão suporte à toda operação: recursos humanos, materiais, físicos e de informação, que também precisam ser calculados.

 

O módulo foi desenvolvido para contribuir com o planejamento, controle e, consequentemente, desempenho produtivo das instituições de saúde. Ele reúne todas as despesas e receitas da instituição agrupadas por centros de custo, por meio do método de Custeio por Absorção. Permite visualizar como os setores estão gastando, produzindo e faturando mês a mês e fazer um comparativo com períodos anteriores para analisar a evolução dos números.

 

Proporciona o controle e classificação dos custos diretos, indiretos, fixos, variáveis e mistos para uma maior organização dos gastos por setor. Assim, todos os custos são absorvidos pelos centros de custos, que podem ser classificados em Administrativos, Intermediário e Produtivo.

 

O Módulo ainda contribui para a gestão de custo hospitalar ao:

• Fornecer relatórios que servem como um Mapa Estratégico, traduzindo informações de todo o processo produtivo e administrativo;
• Estratificar os dados apurados, possibilitando a elaboração de estratégias, controle e planejamento;
• Permitir a importação dos valores das tabelas de rateio de forma automatizada, reduzindo a digitação manual e deixando mais tempo para análise pelo responsável do setor – graças à integração com todos os módulos;
• Possibilitar a mensuração dos dados que demonstrem como está se comportando a produção de serviços e apoio administrativos, garantindo uma gestão que enxergue dados sem tomar decisões no escuro.

 

É assim que a Wareline atua como uma verdadeira parceira de seus clientes. Seu objetivo é disponibilizar não apenas a tecnologia do sistema para controle e gestão. Mas, também, o conhecimento e atendimento dedicado de sua equipe.

 

Suporte e Parceria com clientes

 

A Santa Casa de Angra dos Reis comprovou os benefícios de contar com a parceria dedicada da Wareline na implementação do módulo de Custo Hospitalar. O conhecimento da equipe de implantação e a didática junto aos profissionais da instituição de saúde foram determinantes para o entendimento da operacionalização do sistema. “Sendo custos uma área complexa, exige do técnico instrutor conhecimento e entendimento. Mas, mais do que isso, metodologia de ensino e didática de orientação fizeram toda a diferença no processo de ensino e aprendizagem”, declararam Elizângela Correia, Enfermeira Auditora, e Kerolaine Braga, Assistente Administrativo da Santa Casa.

 

“Cada profissional da Wareline que passa por nós deixa o seu saber e contribui para o processo de construção do conhecimento, criando raízes e gerando frutos”, Elizângela e Kerolaine.

 

Assim como na Santa Casa de Angra dos Reis, estabelecer processos formais de gestão de custos e contar com um sistema robusto e integrado pode contribuir para uma operação mais eficaz e lucrativa. Sua instituição também pode ter mais controle das operações financeiras para executar uma estratégia mais assertiva. Entre em contato para conhecer mais.