De olho na TI

“O Banco de Olhos de Sorocaba (BOS) nasceu com uma proposta diferente de investimento em novas tecnologias e atualização das existentes, inclusive, um de seus valores é o investimento tecnológico constante”. A afirmação é do superintendente da instituição, Edil Vidal de Souza.
Cliente da Wareline desde 2009, o BOS realiza diariamente 1,5 mil atendimentos em média e 85% deles são voltados para a área de oftalmologia. No início, a principal atividade da instituição filantrópica foi a captação de córneas para encaminhar, gratuitamente, àqueles que aguardavam um transplante. Depois, implantou o serviço de assistência médica especializada em oftalmologia para atender, principalmente, a população carente da cidade. Com o passar do tempo, também estendeu o serviço à especialidade de otorrinolaringologia.
A instituição possui mais de 12 mil m² de área construída com 30 leitos disponíveis. Conta com uma equipe composta por 130 médicos e 280 funcionários, que atende em média 4 mil urgências mensais, realiza 18 mil consultas e cerca de 30 mil exames de apoio ao diagnóstico.
Dificuldades
Uma das maiores dificuldades enfrentadas pela especialidade de oftalmologia é a grande procura de atendimento por pessoas de outras regiões e Estados. Essa situação colabora para um grande fluxo de pacientes, já que os procedimentos são de pequeno porte e não exigem uma longa permanência para recuperação dentro do Hospital, como é o caso de cirurgias cardiológicas, por exemplo.
Por esse motivo, o controle do fluxo das informações e de chamada do paciente deve ser aproveitado de maneira muito eficiente.
Outra grande dificuldade enfrentada antes da implantação do sistema era a falta de integração das informações do software anterior. “Avaliamos o custo-benefício e a Wareline foi a empresa que mais se encaixou às necessidades do BOS”, conta Souza.
Aquisição e implantação
O administrador conheceu a empresa em um congresso da Federação das Santas Casas e dos Hospitais Filantrópicos do Estado de São Paulo (Fehosp). A principal motivação para investir em tecnologia foram as exigências do mercado e da legislação.
Uma das soluções de destaque utilizada pelo Banco de Olhos é o “Agendamento”, que permite o gerenciamento de todos os tipos de agenda, como de consultas, exames e pequenas cirurgias. Este módulo possibilita o trabalho independente, por setor, ou ainda a utilização em uma central de agendamento.
Outra ferramenta bastante utilizada é o “Faturamento SUS”, que calcula a remuneração correta pelos serviços prestados pelo Sistema único de Saúde (SUS). Ela pode ser integrada a qualquer base de dados e buscar informações das recepções. Além disso, garante a consistência de cobrança durante a digitação, a atualização constante baseada no Diário Oficial da União, a geração de relatórios de repasse médico e SADT de terceiros com geração de estatísticas e a atualização automática.
A opção de enviar SMS para o sistema de Centro Cirúrgico e Recepção é outra possibilidade oferecida pela Wareline e explorada pelo BOS. Este é um canal de comunicação rápido e eficiente com os clientes e colaboradores.
Resultado
Segundo o superintendente, os principais benefícios que as soluções da Wareline garantiram ao BOS foram a integração e confiabilidade das informações. Além disso, o sistema proporcionou melhorias como a agilidade no atendimento e uma maior organização e aproveitamento das agendas, por exemplo.
“Auxiliar a tomada de decisões estratégicas das instituições de saúde é a nossa missão. Nesse sentido, é uma grande satisfação poder colaborar com o cumprimento das metas do BOS”, ressalta Raphael Castro, gerente Comercial da Wareline.
Texto publicado originalmente na revista Wareline Conecta – edição 1
2013-01-09T00:00:00+00:00