• Corredor de hospital

Acreditação hospitalar: qualidade, segurança e sustentabilidade na saúde

2018-09-13T11:57:10-03:00 13/09/2018|

Vivemos uma época em que procuramos referências sobre praticamente todos os serviços que iremos usufruir ou contratar. Checamos se o restaurante é bem recomendado pelos clientes, se o hotel recebeu uma avaliação positiva dos hóspedes, buscamos referências das pessoas que vamos empregar. Quando nos deparamos com a necessidade de escolha de uma instituição de saúde, opiniões e referências de pessoas próximas, como familiares ou amigos, acabam balizando nossas percepções mais do que outros índices.

Falar de qualidade pode ser muito simples e objetivo em alguns setores, mas na saúde é um tema capaz de gerar controvérsias e discussões, pois a percepção de cada pessoa varia de acordo com a necessidade, entendimento e experiência de cada um. Atualmente, ainda que haja maneiras formais de certificar a qualidade das instituições de saúde, como por meio da Acreditação Hospitalar, apenas cerca de 5% (350) dos mais de 6 mil hospitais brasileiros possuem algum tipo de certificação neste sentido, segundo dado publicado na Folha de São Paulo em agosto deste ano.

Recentemente, em um artigo assinado na Folha Online, a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) trouxe à luz o tema da qualidade na saúde. A Anahp é uma das instituições que reconhece a relevância das avaliações que atestam a qualidade e a segurança do atendimento ao paciente. Por isso, tornou a acreditação hospitalar um dos critérios obrigatórios para a instituição que queira fazer parte do seu rol de associados titulares. (você pode saber mais sobre seu posicionamento aqui).

 

Em seguida, reunimos informações valiosas sobre a acreditação, que é capaz de:

  • reduzir custos operacionais;
  • otimizar processos;
  • contribuir para a valorização da marca e imagem da instituição de saúde.

 O que é Acreditação Hospitalar?

É uma forma de avaliar e certificar a qualidade dos serviços de saúde, por meio da melhoria dos processos internos e promoção da excelência em todos os âmbitos das instituições de saúde, e não em departamentos ou serviços isolados. Atesta a conformidade do hospital com determinados padrões que, entre outros fatores, tornam menos provável a ocorrência de erros, aumentando a segurança do paciente. É, também, um indicativo de atendimento melhor e mais humanizado.

Acreditação e certificação são dois instrumentos que se fundem, mas compreendem particularidades específicas. Ambas se referem à adequação das leis, regulamentações e normas. No entanto, a acreditação está mais voltada a questões técnicas, enquanto as certificações referem-se mais a procedimentos.

No Brasil, são diversas as metodologias de avaliação, como as normas ISO, Prêmio Nacional de Qualidade, método Balanced Scorecard, entre outras. A certificação ONA (Organização Nacional de Acreditação) é a mais utilizada e considerada a mais completa. Ela integra iniciativas de outros processos e, junto ao Ministério da Saúde, busca promover a melhoria da qualidade da saúde e sua assistência em todo o país. Na ONA, as instituições podem ser classificadas em três níveis de acreditação.

 

Benefícios

Promover um processo de acreditação hospitalar é como adotar uma nova metodologia de gestão, Isso inclui um planejamento estratégico bastante completo e focado em qualidade na gestão assistencial e administrativa, e melhoria contínua. Inúmeras rotinas passam por revisões e novas formas de trabalho são estabelecidas, trazendo inúmeros benefícios:

  • Segurança para os pacientes e profissionais, e mais qualidade da assistência;
  • Otimização e agilidade aos processos e rotinas, com a criação de cultura de aprimoramento constante, em busca pela melhoria contínua;
  • Gestão de pessoas e de recursos otimizada;
  • Melhor desempenho e redução nos custos, graças à instauração de processos mais simples e estratégicos;
  • Mais eficiência e efetividade no atendimento;
  • Possibilidade de acesso a linhas de crédito com condições especiais oferecidas pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), garantido pela norma 636/2002;
  • Ampliação de poder de negociação com as fontes pagadoras com base em dados relativos à qualidade do atendimento;
  • Elevação da credibilidade junto à população;
  • Ambiente mais agradável aos colaboradores;
  • Aperfeiçoamento da utilização dos recursos financeiros e tecnológicos;
  • Valorização da instituição de saúde e sustentabilidade do sistema.

 

Isto posto, o que justificaria cerca de 95% das instituições ainda não terem adotado a acreditação hospitalar? Segundo representantes da ONA, isso acontece porque os profissionais de saúde costumam ser resistentes a mudanças nos protocolos e processos, o que é natural, mas dificulta a dinâmica de acreditação. A solução seria implantar uma cultura de segurança, com a participação ativa da liderança e de toda a equipe, um trabalho contínuo e multidisciplinar. O fator humano, essencial em todas as etapas, parece ser uma das principais dificuldades – e mais comuns – encontradas pelas instituições.

Para executivos da Anahp, além do envolvimento do capital humano, a adequação aos critérios exigidos pela ONA requer um investimento financeiro inicial, que pode se tonar uma barreira para sua implementação. Outro ponto importante seria mudar a percepção de que a certificação é acessível apenas para instituições de grande porte.

 

Sistema de gestão como aliado

A acreditação hospitalar passa pela otimização da utilização de insumos, uniformização de processos e o aumento da produtividade. Sempre com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento e os resultados. Isso requer a automatização de estratégias administrativas e, consequentemente, demanda a adoção de um sistema de gestão hospitalar robusto, capaz de aperfeiçoar métodos e colaborar para a clareza e agilidade da dinâmica das atividades hospitalares.

Entre os requisitos avaliados pela ONA estão indicadores, relatórios e processos. O sistema de gestão hospitalar da Wareline oferece tecnologia que colabora para a clareza e agilidade da dinâmica das atividades hospitalares, além de facilitar a avaliação de indicadores, resultados e as tomadas de decisão. A plataforma permite que médicos, enfermeiros e profissionais ligados à assistência tenham acesso a um workflow completo de gestão clínica. Além disso, possibilita:

  • armazenar e compartilhar dados em nuvem;
  • organizar rotinas fundamentais para a segurança assistencial;
  • estabelecer regulamentações clínicas;
  • padronizar processos administrativos.

Na acreditação hospitalar, a segurança do paciente é tratada como prioridade. Protocolos assistenciais monitoram os processos e pessoas envolvidas em atendimentos de alta complexidade. Informações clínicas dos pacientes ficam disponíveis no Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), unificadas em apenas um sistema de dados, auxiliando na tomada de decisão de forma mais rápida e assertiva. Workflows completos de gestão clínica padronizam as rotinas administrativas e permitem que os profissionais foquem naquilo que realmente importa: a segurança e atenção a seus pacientes.

 

Um caso de sucesso

Localizado no interior de São Paulo, na cidade de Valinhos, o Hospital e Maternidade Galileo (HMG) recentemente conquistou o selo de acreditado nível 1, passando a fazer parte da seleta rede de hospitais certificados em nível nacional e internacional.

Ao se preparar para o processo, o hospital instituiu um Programa de Qualidade, com medidas para atender aos requisitos exigidos pela certificadora e para instituir a excelência na prestação de serviços. Investiu recursos na área de gestão de pessoas, de tecnologia da informação e de equipamentos clínicos. Estabeleceu protocolos de qualidade do atendimento e de segurança do paciente em todas as áreas de atividade.

Cliente da Wareline, o HMG contou com o suporte da empresa durante toda a dinâmica de acreditação, em especial no acesso aos indicadores e dados. Automatizar processos a partir do sistema permitiu reunir informações, analisar dados e atender às exigências da ONA. Confira todos os detalhes da conquista do HMG aqui.

 

Contar com a parceria de um fornecedor de sistema de gestão hospitalar é imprescindível para uma organização que queira ser acreditada. Se o seu hospital está buscando este selo, conte com a ajuda da Wareline para melhorar a sua gestão.